1,2 milhões de portugueses com mais de 65 anos vacinados contra a gripe

jovem a ser vacinado contra a gripe

Desde o dia 1 de outubro que, de acordo com os dados do relatório do Vacinómetro®, uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), com o apoio da Sanofi Pasteur, que monitoriza a vacinação contra a gripe em grupos prioritários da época gripal 2017/2018, já se vacinaram contra a gripe sazonal cerca de 1,2 milhões de portugueses com mais de 65 anos, ou seja, 61,2% dos indivíduos com 65 ou mais anos.

De acordo com os dados disponíveis, estão imunizados contra a doença 48,1% dos indivíduos portadores de doença crónica, 54,8% dos profissionais de saúde com contato direto com doentes e 31,8%  dos portugueses com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos.

Mas há mais dados. Por exemplo, 50,8% dos que se vacinaram referem que o fizeram por recomendação do médico, enquanto 25,6% confirmam que foi por iniciativa própria, para estarem protegidos: Ao todo, 17,1% fizeram-no no contexto de uma iniciativa laboral, enquanto 5,2% por pertencerem a um grupo de risco para a gripe.

Recorde-se que a vacinação contra a gripe é fortemente recomendada para os grupos alvo prioritários, ou seja, pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, doentes crónicos e imunodeprimidos com seis ou mais meses de idade, grávidas e profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex.: lares de idosos). A vacina também é aconselhada a pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

Lançado em 2009, o Vacinómetro® permite monitorizar, em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Sobre o Vacinómetro da gripe:

Objetivo – Monitorizar a cobertura vacinal contra o vírus da gripe na época gripal de 2016/2017, junto de quatro grupos de indivíduos pertencentes ao grupo recomendado e a grupos de vacinação prioritária, indicados pela DGS: (grupo 1) indivíduos com idades compreendidas entre os 60 e os 64 anos; (grupo 2) indivíduos com 65 ou mais anos; (grupo 3) indivíduos portadores de doenças crónicas; (grupo 4) profissionais de saúde em contacto com doentes (ou seja, indivíduos trabalhadores em instituições de saúde).

Metodologia – Questionários de aplicação telefónica, através do sistema CATI.

Universo – População portuguesa residente em território continental e Ilhas, com idade compreendida entre os 60 e os 64 anos, ou com idade igual ou superior a 65 anos, ou portadora de doenças crónicas, ou trabalhadora em instituições de saúde, de ambos os géneros e telefone fixo ou móvel.

Amostra: À amostra em causa está associada uma margem de erro de ±2,5% para um IC de 95% no total da amostra (n=1500); uma margem de erro de ± 5,4% para um IC de 95% dentro do Target 60-64 anos (n=333); uma margem de erro de ± 5,5% para um IC de 95% dentro do Target profissionais de saúde com contacto direto com doentes (n=313); uma margem de erro de ±4,3% para um IC de 95% dentro do Target Doentes Crónicos (n=517); uma margem de erro de ±3,6% para um IC de 95% dentro do Target 65 ou mais anos (n=759).

 

Posts relacionados