Foram mais de 400 as pessoas que, em 2018, participaram em ensaios clínicos no IPO-Porto. Um número que, de acordo com a instituição, representa um recorde nos últimos cinco anos.

Segundo Laranja Pontes, presidente do Conselho de Administração do IPO-Porto, os dados “espelham uma grande maturidade dos doentes e um grande compromisso de todos os profissionais de saúde, no sentido de assegurar o acesso e o desenvolvimento de novas terapêuticas no tratamento oncológico”.

Um resultado que é ainda mais significativo, uma vez que se enquadra no âmbito da iniciativa “Dia da Esperança”, que o IPO-Porto celebra esta quarta-feira (20 de março), que pretende divulgar a importância dos ensaios clínicos.

Neste dia, que é também o primeiro da primavera, será lançado o movimento “Uma flor pela esperança”, protagonizado por Ana Bravo, Carla Ascenção, Jorge Gabriel e Miguel Guedes, que convida todos os portugueses a partilhar, nas redes sociais, uma fotografia sua com uma flor, com a referência #umaflorpelaesperança.

Flor que simboliza a esperança dos doentes oncológicos, de todos os que participam em ensaios clínicos, sendo ao mesmo tempo um agradecimento a todos os profissionais de saúde, familiares, amigos e cuidadores.

Mais participantes em ensaios clínicos 

“Queremos tornar este dia num dia nacional porque sentimos que é muito importante homenagear todos os que participaram em ensaios clínicos e, mais que isso, aumentar o conhecimento e a consciência nacional da investigação clínica, tal como motivar as pessoas a serem participantes ativos no desenvolvimento da ciência médica”, explica Laranja Pontes.

“Há cinco anos, o número de participantes em ensaios clínicos era menos de metade, o que significa que estamos a fazer o caminho certo neste campo”, acrescenta José Dinis, Coordenador da Unidade de Investigação Clínica do IPO-Porto.

O “Dia da Esperança” é celebrado no IPO-Porto desde 2015 e, pela importância do tema, no ano passado foi entregue uma petição na Assembleia da República, com cerca de sete mil assinaturas, para o transformar em Dia Nacional da Esperança.

A petição obteve parecer positivo, em unanimidade, na sessão plenária de 31 de janeiro de 2019 e existe já um projeto de resolução, subscrito pelos deputados do PS, PSD, CDS/PP e BE, que está apenas à espera de aprovação para ser promulgado em Diário da República.

Esta é uma iniciativa do IPO-Porto, que conta com o apoio da Roche Farmacêutica, cujo vídeo pode ser visto aqui.