A dias do Dia Mundial da Obesidade, que se assinala a 11 de outubro, e num momento em que o excesso de peso e obesidade atingem cerca de 60% da população portuguesa, o Hospital Cruz Vermelha (HCV) anuncia que foi reconhecido como Centro de Tratamento Cirúrgico de Obesidade pela Direção-Geral de Saúde. Para assinalar este momento, o HCV promove uma ação de sensibilização com rastreios gratuitos ao controlo de peso, em que todos são convidados a saber seu risco de doença metabólica.

A iniciativa realiza-se nos próximos dias 10 e 11, nas instalações do HCV, em Benfica.

Rodrigo Oliveira, coordenador do departamento de Cirurgia Bariátrica e Metabólica do HCV, reforça que o reconhecimento de centro multidisciplinar de tratamento da obesidade acontece “porque dispomos de infraestruturas físicas, recursos técnicos e humanos capazes de proporcionar uma resposta eficaz ao nível de avaliação, tratamento e acompanhamento completo de casos graves de obesidade”.

De acordo com o especialista, “a nível de recursos humanos, o centro é composto por cirurgião geral e do aparelho digestivo, anestesistas, enfermeiros, endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos, e outras tantas especialidades como pneumologia, cardiologia, psiquiatria ou cirurgia plástica quando o caso se justifica”.

O coordenador acrescenta ainda que a ideia de realizar os rastreios gratuitos resulta do facto de “uma das primeiras formas de inverter os elevados números de obesidade em Portugal é dar importância do correto diagnóstico e tratamento da doença. Não tenho dúvidas que esse é o primeiro passo para o tratamento adequado e que esse passo pode ser dado aqui no HCV”.

Excesso de peso afeta mais de metade dos portugueses

Em Portugal, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde, 57% da população adulta sofre de excesso de peso, um flagelo que afeta 30,7% das crianças, com 11,7% a sofrerem de obesidade.

Contas feitas, 5,9 milhões de portugueses têm excesso de peso, um problema que é mais significativo junto dos indivíduos menos escolarizados.