Escovar e usar fio dentário duas vezes ao dia ajuda a prevenir o sangramento das gengivas, que pode ser o primeiro sinal de doença periodontal. Um problema que, segundo um novo estudo da Universidade de Washington (UW), pode estar associação à ingestão de vitamina C.

“Quando vê as suas gengivas a sangrar, a primeira coisa que deve pensar é não, eu devia escovar mais. E deve tentar descobrir porque que isso acontece”, aconselha Philippe Hujoel, dentista e professor de Ciências da Saúde Oral na Faculdade de Odontologia da UW.” E a deficiência de vitamina C é uma possível razão”, acrescenta. 

O estudo do qual é autor principal, publicado na revista Nutrition Reviews, analisou estudos publicados a partir de 15 ensaios clínicos em seis países, envolvendo 1.140 participantes predominantemente saudáveis, e dados de 8.210 residentes dos Estados Unidos.

Os resultados mostraram que o sangramento das gengivas ou a tendência ao sangramento gengival, e também hemorragia do olho, estavam associados a níveis baixos de vitamina C na corrente sanguínea. E revelam também que o aumento da ingestão diária desta vitamina entre as pessoas com níveis reduzidos ajudou a reverter esses problemas.

Resultados que sugerem que as recomendações desta vitamina para proteger contra o escorbuto, uma doença mortal causada por níveis extremamente baixos de vitamina C, são muito baixas, e que uma ingestão tão baixa desta vitamina pode levar a uma tendência de sangramento, o que não deve ser tratada com fio dentário.

Consequentemente, Hujoel recomenda que as pessoas estejam atentas à sua ingestão de vitamina C, aumentando a ingestão de alimentos como couve, pimentão ou kiwis na sua dieta, ricos nesta vitamina.

Associação à vitamina C reconhecida há 30 anos

A associação entre sangramento gengival e níveis de vitamina C foi reconhecida há mais de 30 anos. Na verdade, dois estudos, publicado em 1986 e 1991, identificaram o sangramento gengival como um marcador biológico para os níveis de vitamina C.

No entanto, essa relação perdeu-se, de alguma forma. “Houve um tempo, no passado, em que o sangramento gengival era geralmente considerado um marcador potencial para a falta desta vitamina. Mas, com o tempo, isso foi abafado ou marginalizado por essa atenção excessiva para tratar os sintomas de sangramento com escovagem ou uso do fio dentário , em vez de se tratar a causa”, afirma Hujoel.