exercício físico pode ser um antidepressivo, diz estudo

Exercício físico pode ser o melhor antidepressivo

Por Saúde Mental

O impacto do exercício físico na saúde do corpo é já bem conhecido. Um novo estudo vem agora mostrar os seus impactos na saúde da mente, assegurando tratar-se de um ‘remédio’ importante para prevenir e tratar a depressão. 

Realizado pela UT Southwestern e o The Cooper Institute, nos EUA, esta investigação chama a atenção para os benefícios do exercício físico, sobretudo entre os jovens adultos, aqueles a quem o emprego stressante e a vida agitada não deixam tempo para a prática de atividade física.

Madhukar Trivedi, um dos responsáveis pelo estudo, confirma que “esta é a idade em que normalmente vemos a atividade física cair, porque os jovens deixam de estar envolvidos em atividades escolares e desportivas”.

“Quanto mais cedo mantiver a forma física, maior a probabilidade de prevenir a depressão o que, a longo prazo, ajudará a diminuir o risco de doenças cardíacas.”

Estudo confirma que atividade pode fazer melhor do que medicação

A depressão tem sido associada a doenças crónicas como diabetes, obesidade e doença renal, com estudos a revelarem que estes são problemas capazes de afetar a eficácia dos antidepressivos. Para os doentes com problemas de saúde semelhantes, o tratamento mais adequado pode bem ser o exercício físico.

Isto porque, acrescenta o especialista, o exercício diminui a inflamação associação à depressão. E, ao reduzi-la, o risco de depressão e doenças cardíacas reduz-se também.

“É útil não iniciar um medicamento se este não for necessário”, diz Trivedi. “Ser ativo e fazer psicoterapia é, às vezes, a melhor receita, sobretudo em doentes mais jovens, que não têm depressão grave.”

Segundo Benjamin Willis, epidemiologista do The Cooper Institute e outro dos autores do estudo, “estas novas descobertas demonstram a importância contínua da adequação ao longo da vida”.

“Agora sabemos que os benefícios a longo prazo e a ligação entre corpo e mente saudáveis são mais significativos do que pensávamos. Esperamos que o nosso estudo realce o papel da boa forma física e da atividade física nos esforços de prevenção precoce por parte dos médicos, na promoção do envelhecimento saudável.”

Dicas para um exercício físico capaz de afastar a depressão

Para aumentar a probabilidade de sucesso, o médico deixa alguns conselhos. Tudo começa por reservar tempo para se exercitar todos os dias, evitando o desânimo nos períodos de inatividade. 

Manter um diário sobre o progresso feito, assim como variar no tipo de exercícios feitos, para evitar a monotonia, mantendo o treino interessante e divertido, são outras dicas a ter em conta, assim como preferir a companhia. Nestes casos, o exercício com um amigo pode ser o melhor remédio.