A importância e o futuro da hidratação debatidos em congresso internacional

Por Marque na Agenda

Sabia que, de acordo com as recomendações da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar, as mulheres e homens adultos deveriam consumir entre 2 e 2,5 litros diários de água, respetivamente? É para reforçar a importância de uma hidratação correta e dar conta das novidades nesta área que dezenas de especialistas se vão reunir, em Bilbau, num encontro internacional sobre o tema.

Para além de reforçar a importância da ingestão de água nas diferentes etapas da vida, no âmbito de um estilo de vida saudável, III Congresso Internacional e V Nacional de Hidratação, que vai decorrer em Bilbau, Espanha, de 13 e 15 de maio, pretende ainda reforçar a necessidade de se implementarem medidas de sustentabilidade da água, no sentido de fazer frente às alterações climáticas.

Contando com a participação de peritos internacionais de áreas como endocrinologia e nutrição, saúde pública, tecnologia dos alimentos, bioquímica e biologia molecular, nefrologia e fisiologia do desporto, que vão apresentar os mais recentes estudos científicos sobre a hidratação, saúde e equilíbrio nutricional, o encontro vai arrancar a palestra Hidratação e saúde: prova científica e recomendações’, da responsabilidade de Lluís Serra-Majem, presidente do Comité Científico do Congresso, Diretor da Cátedra Internacional de Estudos Avançados em Hidratação (CIEAH) e Catedrático de Medicina Preventiva e Saúde Pública da Universidade de Las Palmas de Gran Canaria.

A conferência de encerramento ‘Hidratação e equilíbrio nutricional’ será da autoria de Adam Drewnowski, catedrático de Epidemiologia, Diretor do Centro de Nutrição e Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública, e Diretor do Centro de Investigação de Obesidade da Universidade de Washington, EUA.  

Os diferentes aspetos da hidratação

Durante os três dias em Bilbau, os especialistas analisarão de forma multidisciplinar todos os aspetos ligados à hidratação, com sessões científicas agendadas sobre as necessidades hídricas na prática desportiva, o estado hídrico da população, os aspetos comportamentais e os mitos da hidratação, entre vários outros temas.

Os potenciais benefícios de uma hidratação adequada na saúde renal e na gestão do estado hídrico dos doentes com doença renal crónica serão abordados no primeiro dia de encontro, sendo a importância de uma correta ingestão hídrica no exercício físico debatida em duas sessões científicas: ‘Hidratação e Fisiologia do desporto: uma visão prática’, ‘Normas globais da hidratação no desporto de elite’ e ‘Hidratação e Desporto’.

Sustentabilidade e pegada hídrica

A sustentabilidade na utilização da água também será um dos temas em análise, com um apelo à responsabilidade social das empresas para uma melhor gestão e consciencialização sobre o uso deste  recurso natural.

Coincidindo com a publicação do ‘Relatório Mundial sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos das Nações Unidas 2018’, a CIEAH quer, através do seu diretor, unir esforços coletivos para promover o uso sustentável da água, no âmbito da Agenda 2010 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Hidratação e Obesidade

Com a colaboração da Sociedade Espanhola para o Estudo da Obesidade, em Bilbau será analisada a influência de uma hidratação adequada  na gestão de doentes com síndrome metabólico, assim como a relação da atividade física e sedentarismo na saúde metabólica e Índice de Massa Corporal em crianças e adolescentes.

Outra das sessões científicas do congresso analisa o estado de hidratação na diferentes etapas da vida: durante a gravidez e no período de lactação, em crianças e adolescentes e na fase sénior.