doenças da tiroide afetam mais as mulheres

Mulheres são as maiores vítimas das doenças da tiroide

Por Cancro

Desde que diagnosticado atempadamente, “o cancro da tiroide tem habitualmente bom prognóstico”, garante Celeste Campinho, presidente da Associação das Doenças da Tiroide (ADTI). A informação é, por isso, a principal arma na luta contra a doença, sobretudo dirigida às mulheres, uma vez que são estas que “apresentam quatro a sete vezes mais alterações na tiroide do que os homens”.

No Dia da Sensibilização para o Cancro da Tiroide, que se assinala esta segunda-feira, fala-se sobre uma doença silenciosa, com cerca de 500 novos casos por ano e 50 vítimas mortais.

Mais de um milhão de portugueses afetados

No geral, de acordo com a ADTI, estas doenças afetam mais de um milhão portugueses e 300 milhões de pessoas em todo o mundo.

São problemas frequentes, ainda que continue a haver um grande desconhecimento sobre as doenças associadas a esta glândula e sobre a forma como se manifestam, estima-se que uma em cada dez pessoas sofra deste tipo de doença.

Aumento de peso, depressão, falta de concentração, falta de motivação, dificuldades para engravidar ou obstipação são sinais e sintomas de disfunções da tiroide, mas que facilmente são confundidos com outras doenças.

Mulheres são as mais atingidas

As mulheres são as mais atingidas pelos problemas de tiroide, principalmente as que têm entre os 20 e os 40 anos, existindo fases em que estão mais suscetíveis, como a gravidez.

“Estas doenças têm tratamento”, garante Celeste Campinho. “Contudo, quando não existe um diagnóstico precoce podem existir graves consequências, afetando o funcionamento dos outros órgãos e sistemas”, reforça.

Grande número de doentes continua por diagnosticar

São os números que revelam a real dimensão dos problemas de tiroide. Senão veja-se: o hipotiroidismo afeta até 10 vezes mais mulheres do que homens, estimando-se que 5% das mulheres grávidas desenvolvem este problema.

Ao todo, entre 160 e 175 milhões de mulheres em todo o mundo vivem com algum tipo de doença da tiroide, mas estima-se que cerca de 50% estejam por diagnosticar.

São consideradas muito frequentes, estimando-se que, por cá, que a sua incidência chega aos 10%, o que significa cerca de um milhão de doentes, estando grande parte delas por diagnosticar.