obras de Vhils

Trabalhos de Vhils ajudam fundação que apoia crianças com cancro

Por Cancro

Alexandre Farto, ou Vhils, junta-se à Underdogs para uma ação de angariação de fundos destinados à Fundação Rui Osório de Castro. O valor resultante da venda online de cinquenta serigrafias e dez provas de artista reverte para a organização, que tem como missão realizar projetos na área informativa e de apoio à investigação em oncologia pediátrica.

Mas há mais. Para as crianças com doenças oncológicas, está a ser organizado, em conjunto com o Vhils, um workshop com um grupo de crianças e adolescentes. “A ideia será que este grupo tenha contacto com o trabalho do Vhils e participe num atelier com o artista e a sua equipa”, explica Cristina Potier, diretora-geral da Fundação.  

Uma parceria que, segundo a mesma fonte, “permitirá dar a conhecer o trabalho da fundação a um público mais abrangente e angariar fundos para os vários projetos” na área do apoio e proteção às crianças e adolescentes com cancro e aos seus pais.

Vhils confessa que não hesitou. O artista não esconde o entusiasmo por poder ajudar “e contribuir para algo tão importante e que poderá ajudar estas crianças e os seus familiares num período tão difícil das suas vidas”.

Solidariedade criativa

Todos os anos, a Fundação aposta em temáticas diferentes para os seus eventos de angariação de fundos. “Nos últimos anos apostámos no desporto com um Torneio de Padel, na cozinha com o Chef Miguel Rocha Vieira e na moda com o estilista Filipe Faísca”, refere Cristina Potier.

Para além do valor angariado pela venda das serigrafias e provas de artista, Vhils e a Underdogs vão doar à Fundação e aos quatro centros oncológicos pediátricos em Portugal (IPO Lisboa, Hospital Pediátrico de Coimbra, IPO Porto e Hospital de S. João) cinco provas geralmente destinadas ao editor.