forma de fazer exercício para todos

A nova tendência de exercício feita para todos, sem custos ou gasto de tempo

Por Nutrição & Fitness

O que é que lavar o carro, subir escadas ou carregar as compras do supermercado têm em comum, para além de serem atividades que todos, ou quase, fazemos com frequência? São também uma oportunidade para fazer exercício, de forma rápida, intensa e não programada. E para todos.

Nos ginásios, o treino intervalado de alta intensidade é há muito conhecido. Levá-lo para o dia-a-dia das pessoas pode ser, de acordo com um novo estudo, a chave para ajudar quem tem excesso de peso ou obesidade a fazer mais exercício, essencial para melhorar a saúde.

“A atividade acidental regular, que nos faz suar, mesmo que seja por alguns segundos, é uma grande promessa para a saúde”, explica em comunicado Emmanuel Stamatakis, professor de Atividade Física, Estilo de Vida e Saúde da População no Centro Charles Perkins da Universidade de Sydney, Austrália.

Num artigo publicado no British Journal of Sports Medicine, Emmanuel Stamatakis e os colegas argumentam que muitas tarefas diárias podem ser classificadas como atividade física de “alta intensidade”. Ou seja, o tipo de atividade ou exercício que nos deixa sem fôlego suficiente para melhorar a forma física.

E torná-las rotina, repetida algumas vezes por dia, terá benefícios significativos para a saúde da maioria dos adultos.

Transformar o dia-a-dia em exercício

Para uma mulher com excesso de peso, atividades como correr e brincar com crianças, ao ritmo destas, subir escadas ou caminhar para o trabalho gastam seis vezes mais energia por minuto do que aquilo que acontece em repouso.

O que os autores deste estudo sugerem é que, espalhadas ao longo do dia, estas atividades poderiam ser usadas da mesma forma que o popular treino intervalado de alta intensidade, que funciona através da repetição de pequenas sessões de exercícios de alta intensidade, alternadas com descanso.

“É muita a investigação que nos diz que qualquer tipo de treino intervalado de alta intensidade, independentemente da sua duração e do número de repetições, é uma das formas mais eficazes de melhorar rapidamente a saúde cardiovascular e a saúde física”, refere o especialista. Uma ideia que pretendem agora que se replique no quotidiano.

Para isso, propõem a realização de três a cinco sessões curtas deste treino intervalado de alta intensidade acidental, num total de cinco a dez minutos por dia, a maioria dos dias da semana.

“Sabemos que fazer exercícios vigorosos tem grandes benefícios para a saúde a longo prazo, mas muitas pessoas acham muito difícil começar e manter um programa deste tipo”, acrescenta Stamatakis.

“A beleza desta ideia consiste em usar as atividades que já fazemos, como parte da vida quotidiana, que é muito mais realista e alcançável para a maioria das pessoas.”

Outra das vantagens, salienta, “são os custos nulos, sem necessidade de equipamentos e sem preocupações com a falta de habilidade ou adequação. É só fazer boas decisões, como estacionar o carro mais longe e carregar as compras durante mais 50 ou 100 metros”.