portugueses comem muita fruta

Portugal é o segundo país da UE onde se consome mais fruta

Por Nutrição & Fitness

A relação dos portugueses com a fruta é boa, muito boa. Tanto que, entre os Estados-Membros da União Europeia (UE), o nosso país é o segundo com maior ingestão diária de fruta.

Os dados são do Gabinete Estatístico da UE (Eurostat), que revela que, em 2017, depois de Itália, onde 85% da população come fruta, é Portugal que surge na lista, com 81% dos cidadãos nacionais a confirmar que não passam sem este tipo de alimentos.

Bem pior que nós estão os três Estados-Membros onde menos de 40% da população ingere diariamente fruta: Letónia (35%), Bulgária e Lituânia (ambos com 37%).

Contas feitas pelo Eurostat, em 2017, cerca de uma em cada quatro pessoas (27%) comeu fruta pelo menos duas vezes ao dia. A estes juntam-se 37% que o fazem uma vez por dia, com os restantes 36% a ingerir com menor frequência ou de todo.

Consumo de vegetais é também motivo de orgulho

Então e quanto aos vegetais? Nesta liga, os portugueses não conseguem um lugar no pódio, mas por pouco. Ao todo, 78% adicionam os vegetais à sua dieta diária, menos que os irlandeses (84%) e belgas (84%), que lideram a tabela e menos também que os italianos (80%).

Enquanto na maioria dos Estados-Membros entre 50% e 80% da população relatou consumir vegetais diariamente, há cinco Estados-Membros cuja proporção era inferior a 50%: Hungria (30%), Roménia (41%), Letónia (44%), Lituânia e Bulgária (ambos com 45%).

Em comparação com o consumo de frutas, uma proporção ligeiramente menor (23%) da população da UE comeu vegetais pelo menos duas vezes por dia, com uma proporção ligeiramente maior (40%) a comer legumes uma vez por dia.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde,  ingestão recomendada de fruta e legumes deve ser de 400 gramas por dia.