proteger os ouvidos

A melhor forma de proteger os ouvidos no inverno

Por Bem-estar

Inverno é sinónimo de frio, de chuva, de nariz a pingar, de gargantas inflamadas, de constipações e gripes, como aquelas que têm ‘entupido’ as urgências nacionais. Mas o inverno castiga também os ouvidos. Por isso, a saúde auditiva merece atenção, até porque, em Portugal, 60% dos casos de otites médias agudas manifestam-se nos meses mais frios.

Ler Mais

Proteger os ouvidos das crianças das otites

Como prevenir as otites e infeções das crianças em tempo de praia

Por Saúde Infantil

Não costumamos pensar muito neles, a não ser quando dão sinal. E no verão, com os convites a banhos, esse sinal costuma estar mais presente. Falamos dos ouvidos e da necessidade de os proteger, sobretudo os dos mais pequenos, das otites e das infeções.

Até porque, com a chegada do verão e das férias, as idas à praia são uma realidade para a maioria das crianças. E com essa realidade chega também a necessidade dos adultos tomarem medidas para garantir a proteção auditiva dos mais novos e, assim, prevenir otites e infeções.

Dulce Martins Paiva, diretora-geral da GAES, explica que “a maioria das pessoas sabe que a entrada de água pressurizada nos ouvidos, além do desconforto, pode originar otites”.

Mas não são apenas estas os inimigos que chegam com o verão e com a água. “Existem outros problemas como o aparecimento de germes e bactérias, muito prováveis quando conjugados fatores como a humidade e as altas temperaturas, e que resultam em infeções nos ouvidos”.

É por isso que a especialista deixa o alerta: “a prevenção é fundamental, pelo que é recomendável a utilização de protetores auditivos para a água. Existem soluções personalizadas que se adaptam ao canal auditivo fechando-o na sua totalidade, evitando assim a entrada da água”.

O problema das otites

É já conhecida como ‘otite do surfista’ ou ‘otite do mergulhador’ e é um dos problemas mais comuns para quem passa muito tempo na água. Trata-se de uma otite externa, provocada habitualmente pela entrada de água no ouvido, que pode provocar grandes dores de cabeça.

Para a evitar, nada melhor do que a prevenção. E, par além dos protetores auditivos, aconselha-se aqui também a evitar a remoção da cera, que ajuda a proteger o canal auditivo.