A rádio ao serviço da reabilitação de doentes psiquiátricos

Por Saúde Mental

Ajudar os doentes psiquiátricos numa fase de reabilitação, contribuindo para o desaparecimento do estigma da doença mental na sociedade, são os objetivos do ‘Mais Vozes que Nozes: saúde mental sem fios’, um programa de rádio emitido todos os meses.

Da responsabilidade da Engenharia Rádio (ER), em parceria com a Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar São João (CHSJ), trata-se de um programa em formato podcast, emitido todos os meses, que se inspira noutras experiências do género, criadas um pouco por todo o mundo.

Foi na década de 90 do século passado, na Argentina, que surge o primeiro projeto de rádio conduzido por doentes psiquiátricos, utentes de um serviço de psiquiatria. Seguiram-se exemplos em Itália, França, Espanha, Suécia, modelos que António Roma Torres, antigo diretor da Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental (CPSM) do CHSJ, tentou replicar em 2011.

Com o apoio da Engenharia Rádio, o projeto ‘Mais Nozes que Vozes: Saúde Mental sem Fios’ ganha agora uma nova dinâmica. Para Rui Coelho, atual diretor da CPSM-CHSJ, “este projeto tem em vista a capacitação de pessoas com doença mental, a exploração dos seus interesses e potencialidades, bem como a diminuição do estigma relativamente à doença, produzindo conteúdos com qualidade técnica e informativa e estreitando laços de proximidade com a comunidade fora das paredes do Hospital”.

Ao realizar o programa mensalmente, “o mundo da psicose, que é mais familiar [ao doente], é posto de parte, levando-o a ser estimulado a pensar num tema, formar uma opinião, redigir e transmitir, sentindo-se reconhecido e ouvido. E assim, recria-se incorporando a sua obra e descobrindo interesses”, acrescenta o clínico em comunicado.

Rádio dá apoio à saúde mental

A gravação e produção conjunta do programa são feitas através do estúdio da Engenharia Rádio, responsável pela difusão dos podcasts nas diversas plataformas digitais ligadas à rádio universitária. “Uma parceria que lança desafios importantes: por um lado, a comunicação como ferramenta de reabilitação dos utentes; por outro, a integração dos utentes no meio universitário, onde a diferença de idades, relativamente aos estudantes, é considerável”, refereFilipe Borges Teixeira, Coordenador Geral da Engenharia Rádio.

Com emissões a partir da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, a Engenharia Rádio é a única Rádio Universitária na Invicta. De carácter independente e experimental, emite 24 horas por dia, sete dias por semana e possui uma emissão online com diversos programas de autor em formato poadcast.