logo dos jornalistas contra a obesidade

Guess What e SPEO lançam desafio aos jornalistas na luta contra a obesidade

Por Nutrição & Fitness

Mais de metade da população portuguesa (52,8%) adulta tem excesso de peso ou obesidade, situação que, contas feitas, afeta 4,5 milhões de pessoas. Um problema, já considerado epidemia pela Organização Mundial de Saúde, e a que nem as crianças escapam: 28,5% dos mais pequenos entre os 2 e os 10 anos têm excesso de peso e, destes, 12,7% são obesos. Tanto que esta poderá ser a primeira geração com uma longevidade inferior à dos pais. Por tudo isto, e porque as doenças relacionadas com os problemas de excesso de peso têm tendência a aumentar ainda mais, com um impacto negativo para todos, a Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade (SPEO) e a empresa de comunicação e relações Públicas Guess What decidiram criar uma relação de cooperação que visa o desenvolvimento em Portugal da Campanha de Sensibilização “Jornalistas contra a Obesidade”.

“Tem-se falado e escrito muito sobre a obesidade, mas é preciso fazer mais”, defende Paula Freitas, presidente da direção da SPEO. “A forma como são abordados os temas referentes à obesidade nem sempre é a mais correta. Trata-se de um problema complexo, que precisa de ser olhado de uma forma mais global”, acrescenta a especialista.

Guia para jornalistas sobre obesidade

No âmbito do projecto será lançado o guia ‘Jornalistas contra a Obesidade: Informar melhor por um futuro melhor”. O documento, cientificamente validado pela SPEO, incorpora informações sobre a obesidade em Portugal e no mundo e decodifica termos técnicos. “Porque os meios de comunicação social são uma das ‘armas’ essenciais na guerra contra esta epidemia e neste contexto a Guess What poderá ser o parceiro ideal”, refere Paula Freitas.

“Numa era da informação, como é a nossa, os media são a melhor forma de divulgar e dar a conhecer os riscos da obesidade, as doenças a ela associadas, os tratamentos disponíveis e, acima de tudo, as melhores formas de a prevenir. Mais ainda, porque a forma como os media retratam, descrevem e mostram a obesidade tem um impacto profundo na compreensão que o público tem deste tema”, conclui a Presidente da SPEO.

Para 2018 estão previstas um conjunto de atividades como o reforço de parcerias institucionais, workshops formativas para jornalistas, campanhas públicas de sensibilização e lançamento de novos materiais sobre o tema.