Conselhos para uma boa saúde visual em tempos de pandemia

saúde visual

O ritmo alucinante com que as informações sobre o novo coronavírus chegam, oriundas nem sempre de fontes credíveis, por vezes contraditórias, levam a Academia Americana de Oftalmologia a partilhar alguns dados sobre a melhor forma de proteger a saúde visual durante a pandemia da COVID-19.

Muito se ouviu falar sobre a importância de lavar as mãos, tossir para o cotovelo e manter as mãos afastadas do rosto e dos olhos. Algo bem mais fácil de dizer do que de fazer. E mais complicado ainda para quem usa lentes de contacto. Para estes, os especialistas deixam um conselho: usar óculos, pelo menos por enquanto.

A substituição de lentes de contacto por óculos pode diminuir a irritação e evitar tocar tantas vezes nos olhos. 

Sabe-se que a conjuntivite pode ser um dos sintomas da COVID-19, mas é raro – surgiu em cerca de 1 a 2% dos casos relatados. Se apresentar este problema, não entre em pânico. É que a conjuntivite viral é muito comum, sobretudo na primavera, a estação das alergias.

Muito se tem falado também sobre os medicamentos contra a malária e o seu potencial benefício no tratamento da COVID-19, ainda que, atualmente, não haja evidências científicas definitivas de que sejam eficazes no tratamento do vírus. E, ao contrário de algumas informações divulgadas, estes não causam cegueira.

As pessoas que tomam hidroxicloroquina para tratar doenças autoimunes, como o lúpus, raramente sofrem lesões oculares. E ainda que as pessoas infetadas com o novo coronavírus possam receber uma dose superior, são tratadas por uma pequena fração do tempo. 

Especialistas à distância para tratar a saúde visual

Se tem uma consulta de rotina oftalmológica, já aqui o dissemos e reforçamos: ligue antes para o seu oftalmologista. A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia está a disponibilizar consultas gratuitas, sendo muitos os especialistas que estão disponíveis remotamente.

E se tiver de fazer tratamentos regulares para manter a visão, não deixa também de conversar com o seu médico.

“Durante esta pandemia caótica, pode ser esmagador acompanhar as notícias e os conselhos provenientes de várias fontes”, refere Sonal Tuli, porta-voz clínico da Academia Americana de Oftalmologia.

“As informações mais confiáveis ​​são aquelas baseadas na ciência, por isso, mantenha uma boa higiene, continue a praticar o distanciamento social e siga as orientações do seu oftalmologista para proteger a sua visão.”