cancro infantil

Cancro infantil: “Ter 100% das crianças curadas não é uma utopia”

Por Cancro

Foi há uma década que a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) se apresentou à sociedade portuguesa com uma missão: apoiar e proteger quem sofre com cancro infantil e os seus familiares, concentrando a sua atividade em duas grandes áreas – informar e promover a investigação. Dez anos depois, Cristina Potier, diretora-geral da fundação, acredita que “chegar a uma taxa de sobrevivência de 100% não é uma utopia”, uma vez que “a evolução da medicina e da ciência já nos trouxeram, em poucas décadas, os 80% de sobrevivência”.

Ler Mais