Bolsas de Jornalismo para trabalhos na área da saúde

Por Marque na Agenda

É para fomentar e incentivar a elaboração de trabalhos jornalísticos na área da saúde que o Sindicato de Jornalistas, com o apoio da Roche, criou um programa de cinco Bolsas, cada uma com  o valor unitário de dois mil euros.

O desafio está lançado aos jornalistas que podem, cada um, entregar até cinco propostas de trabalhos, nas áreas da esclerose múltipla, doenças raras – hemofilia, cancro, prevenção e redução do peso da doença crónica na sociedade e cuidados primários de saúde. 

Um programa que visa incentivar os profissionais a selecionarem matérias de interesse e atualidade, premiando a qualidade e originalidade, com a garantia de absoluta liberdade editorial dos jornalistas.

Bolsas apelam à originalidade

A inovação e originalidade do tema, conteúdo e formato, a relevância da proposta de trabalho, a atualidade das matérias de saúde, bem como o nível de contribuição do tema da proposta para a melhoria da qualidade de vida dos doentes visados e dos cuidados de saúde em geral, são alguns dos critérios de avaliação.

Mais informações em www.bolsasdejornalismo.pt