procura por informações sobre doenças cardiovasculares

Pesquisas online sobre doenças cardiovasculares aumentam no inverno

Por Investigação & Inovação

Quais os meses em que as pessoas mais recorrem online para encontrar informação referente às doenças cardiovasculares? A resposta é dada por um estudo, que confirma a existência de um forte padrão sazonal na procura por estes dados no Google.

É no inverno que as pessoas mais vão à Internet para procurar dados sobre este tema, revela o trabalho, da autoria de especialistas da Universidade de Wisconsin, nos EUA, e realizado naquele país. 

“Os dados de pesquisa da Internet podem fornecer informações em tempo real sobre as doenças cardiovasculares na comunidade”, explica o investigador principal, Nilay Kumar, que reforça que estas são a principal causa de morte em todo o mundo.

Esta sazonalidade já foi descrita em vários países. Agora, os dados do Google Trends, um repositório de dados de pesquisa online disponibilizados publicamente pelo Google, referentes a dez anos de buscas para 28 termos de pesquisa relacionados com as doenças cardiovasculares, demonstram que o volume de pesquisa é 15% mais elevado no inverno.

Quando agregados para toda a população, estes dados podem fornecer informações sobre o interesse da população em determinados assuntos. Picos de interesse em certos tópicos relacionados com a saúde podem estar associados à atividade da doença no nível da comunidade, revelam os investigadores.

Usar os dados para reforçar a vigilância

“A ideia é usar big data, como os volumes de pesquisa, para aumentar os métodos tradicionais de vigilância das doenças cardiovasculares, fornecendo insights, em tempo real, sobre os interesses e comportamentos da população”, acrescenta o investigador sénior e co-autor, Carl J. Lavie.

Ver também: Nova calculadora ajuda a prever risco de doenças cardiovasculares