eventos adversos

Rede europeia quer evitar eventos adversos

Por Investigação & Inovação

A segurança do doente é uma prioridade na Europa e tem melhorado ao longo dos anos. No entanto, por ano, entre 8 e 12% das pessoas internadas nos hospitais e cerca de 6% das pessoas atendidas nos cuidados primários sofrem  eventos adversos durante o atendimento. As segundas vítimas são prestadores de cuidados de saúde e cuidadores envolvidos neste evento adverso inesperado, erro médico ou lesão que afeta uma pessoa, e que as torna vítimas no sentido de que são traumatizados por este evento. Um tema que tem sido pouco estudado.

Ler Mais