doenças raras

Atenção aos sinais e sintomas das doenças raras oculares

Por Bem-estar

Na Europa, uma doença é considerada rara quando afeta uma em cada 2.000 pessoas. Muitas vezes de origem genética, as doenças raras podem afetar a visão, pelo que, a propósito do Dia Mundial das Doenças Raras, o Grupo Português de Genética Ocular da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) alerta para os sinais e sintomas que devem motivar a observação por um médico oftalmologista.

Ler Mais

cancro colorretal e tumores oculares

Tumores oculares: uma realidade ainda pouco conhecida

Por Cancro

Podem ser benignos, mas são-no muitas vezes também malignos. Os tumores oculares, na órbita, globo ocular ou até pálpebra são uma realidade, ainda que pouco conhecida e, a propósito do Dia Mundial de Luta contra o Cancro, a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) aproveita para chamar a atenção para a necessidade de estarmos cada vez mais atentos à nossa saúde ocular, em nome de uma deteção e tratamento precoces.

Ler Mais

cegueira

O cancelamento dos tratamentos oculares pode levar à cegueira

Por Bem-estar

Face à situação atual de pandemia, inúmeras consultas, tratamentos e cirurgias na área da oftalmologia foram desmarcadas. No entanto, agora que estamos aos poucos a voltar à atividade normal, os acessos aos cuidados de saúde ocular devem ser retomados e os doentes não devem ter receio de ir aos hospitais. Até porque, alerta Rufino Silva, oftalmologista e vice-presidente e da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), “a interrupção dos  tratamentos oculares pode levar a perda grave de visão e cegueira em doenças como por exemplo  a, retinopatia diabética, a degenerescência macular da idade (DMI) e o glaucoma”.

Ler Mais

regresso às aulas

Regresso às aulas em tempos de pandemia sem esquecer a saúde ocular

Por Saúde Infantil

Num ano atípico como este, o regresso às aulas é visto pelos pais como algo preocupante e que requer muitas normas de segurança e higiene. Mas todos os anos deve haver certos cuidados específicos, sobretudo com a visão. Porque “na sala de aula um défice visual pode ser impeditivo da aprendizagem e até do gosto pela leitura e boa relação com a própria escola”, alerta a propósito Rosário Varanda, oftalmologista da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO).

Ler Mais

profissionais sem formação médica

SPO alerta para risco associado a consultas por profissionais sem formação médica

Por Bem-estar

O regresso do País, ainda que com restrições, a alguma atividade económica motiva preocupação por parte da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO), que recorda que continua em funcionamento, tal como aconteceu desde o início da pandemia, uma linha de apoio às pessoas com doenças oculares. E alerta a população: são necessários cuidados reforçados com as idas a profissionais sem formação médica mas que se intitulam especialistas.

Ler Mais