Teva

Teva Portugal tem uma nova diretora-geral

Por País

A Teva Portugal tem uma nova diretora-geral. Desde o primeiro dia deste ano que Marta González Casal, atualmente diretora sénior de Marketing, Portfolio & Digital da Teva Espanha, substitui Mário Madeira, recentemente nomeado APAC Cluster Head e General Manager da Tailândia, reportar diretamente a Carlos Teixeira, Cluster General Manager de Espanha e Portugal.

Licenciada em Engenharia Industrial pela Universidade Pontificia de Comillas-ICAI, Marta González Casal começou a sua carreira profissional em 2003 como consultora na DMR Consulting.

Em 2004 ingressou na IMS Health, atualmente IQVIA, empresa onde passou 11 anos, ocupando diferentes cargos seniores, incluindo o de diretora, a sua última posição, antes de ingressar na Teva Espanha, em setembro de 2015, como Diretora de Planeamento Estratégico.

Ao longo dos últimos quatro anos, Marta González Casal desempenhou na TEVA um papel relevante na tomada de decisões estratégicas tão importantes como a implementação de projetos de desenvolvimento de negócios, posicionamento de produtos, planeamento estratégico, bem como na otimização contínua de recursos a nível estratégico para o desenvolvimento de estratégias digitais, visando aumentar a eficácia de ações comerciais e de marketing da companhia, contribuindo para que esta se posicionasse como uma referência nesta área.

Além da capacidade de implementação de planos estratégicos, Marta González Casal revelou ainda uma grande capacidade de liderança. Estes são fatores fundamentais que irão contribuir para uma bem-sucedida concretização dos objetivos de negócios para os próximos anos no seu novo cargo de General Manager da TEVA Portugal.

tragédia em Moçambique

Centenas de produtos a caminho de Moçambique

Por Marque na Agenda

A situação trágica que se continua a viver em Moçambique, onde o ciclone Idai roubou a vida a mais de 600 pessoas, afetando mais de 1,8 milhões, 165 mil das quais obrigadas a abandonar as suas casas, perdendo tudo, não deixou os colaboradores da Teva Portugal indiferentes.

Desafiados a ajudar aqueles que, em Moçambique, neste momento pouco ou nada têm, os colaboradores mobilizaram-se para uma recolha de fundos que reuniu centenas de produtos enlatados, artigos de higiene e dezenas de caixas repletas de roupa, alimentos e bens, que foram depois entregues na Câmara Municipal de Lisboa, que os fará chegar ao seu destino.

Uma ajuda que não vai ficar por aqui. A Teva Portugal contactou a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), dando conta da sua disponibilidade no sentido da doação de medicamentos capazes de dar uma melhor resposta às necessidades sentidas no terreno.

Mário Madeira, Diretor-Geral do grupo TEVA em Portugal, reforça “o compromisso social da companhia e a disponibilidade, por parte de todos os colaboradores da TEVA no nosso país, para ajudar e colaborar, rápida e eficazmente, perante este tipo de catástrofes em países tão próximos historicamente de Portugal”.

País em recuperação

Recorde-se que o ciclone Ida atingiu a região centro de Moçambique no dia 14 de março. Para além dos estragos causados pela tempestade, o país luta ainda contra uma epidemia de cólera e procura controlar os casos de malária. 

Têm sido muitas as instituições e organizações nacionais que se mobilizaram para ajudar quem mais precisa, num país que luta pela recuperação, ainda distante, e que se empenha no combate às epidemias que ameaçam os sobreviventes em várias regiões de Moçambique.