Apoiar todas as pessoas com fibrose quística e as suas famílias, promovendo a divulgação dos sintomas e cuidados associados à doença, assim como divulgar os novos conhecimentos acerca do tema são alguns dos objetivos da Associação Nacional de Fibrose Quística (ANFQ). Consciente da sua importância na vida destas famílias, a associação apela à ajuda de todos os portugueses através da consignação de 0,5% do IRS. 

Para ajudar, basta apenas que, ao preencher a sua declaração de IRS, coloque uma cruz no Quadro 11 do Modelo 3 e adicione o NIF 503 682 985. Assim, 0,5% do total do seu IRS são direcionados para a ANFQ e, sem qualquer custo associado, estará a contribuir para a melhoria da qualidade de vida destes doentes e a sua participação ativa na sociedade. 

Paulo Sousa Martins, presidente da ANFQ, relembra que este pequeno gesto é uma forma de, juntos, fazermos a diferença. “Esta altura do ano é sempre importante, uma vez que a Consignação do IRS oferece a todos os portugueses a oportunidade de serem solidários e ajudarem de forma totalmente gratuita.”

A fibrose quística é uma doença genética rara que afeta mais de 90.000 pessoas em todo o mundo e cerca de 400 em Portugal, atingindo principalmente os pulmões, os intestinos, o fígado, a pele e o pâncreas. Embora não exista cura para a doença, é importante não nos deixarmos levar pelo sentimento de impotência: lembre-se de que apesar da consignação ser uma obrigação fiscal, esta também é uma oportunidade diferente de ajudar. 

A ANFQ foi criada em 1996 com a missão de providenciar a todas as pessoas com fibrose quística a oportunidade de viverem vidas plenas e produtivas. Para isso, apoia os doentes e as suas famílias nas dificuldades causadas pela doença, implementando ações de âmbito médico e social, divulgando sintomas e cuidados de natureza curativa e preventiva e informando sobre novos conhecimentos relacionados com a doença.