crianças devem beber água

Não beber água pode aumentar o consumo infantil de bebidas açucaradas

Por Nutrição & Fitness

Não beber água pode contribuir para a desidratação e, mais do que isso, ajudar a ganhar uns quilos a mais. É que, revela um novo estudo, as crianças e jovens adultos que não bebem água ao longo do dia podem consumir o dobro da quantidade de calorias através de bebidas açucaradas.

Realizado por investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, o trabalho, que foi publicado na revista científica Journal of American Medical Association Pediatrics, alerta para a necessidade de acesso livre a água por parte dos mais pequenos.

“As crianças devem consumir água todos os dias, e a primeira opção de bebida para as crianças deve ser a água”, confirma Asher Rosinger, um dos responsáveis pela investigação.

“Porque se eles não estiverem a beber água, vão provavelmente substituí-la por outras bebidas, como as açucaradas, que são menos saudáveis ​​e têm mais calorias.”

Troca de bebidas pode custar 200 calorias a mais

Refrigerante, sumos de fruta adoçados, bebidas desportivas, bebidas energéticas e bebidas açucaradas de chá e café são alguns dos exemplos que fazem parte da lista de bebidas alvo de estudo.

O trabalho foi realizado nos EUA, com dados do Inquérito Nacional de Saúde e Nutrição, um conjunto de informações nacionalmente representativas, que incluem dados referentes a 8.400 crianças com idades entre dois e 19 anos.

Consumo de água e bebidas açucaradas das crianças, para além de calorias ingeridas, foram parâmetros avaliados.

Depois da análise feita, os investigadores confirmaram que, num determinado dia, cerca de 20% das crianças relataram não beber água. Crianças essas que, contas feitas, consumiam quase o dobro das calorias a partir de bebidas açucaradas  (200 calorias no total) do que as crianças que bebiam água.

E embora 200 calorias possam não parecer muito, os especialistas concordam é um valor que pode aumentar rapidamente se alguém estiver a ingerir bebidas adoçadas com açúcar regularmente.

“O que é preciso não esquecer é que um extra de 3.500 calorias equivale a um quilo de ganho de peso”, refere o especialista. 

campanha incentiva ao consumo de água

Água, a mega bebida protagonista de uma campanha nacional

Por País

É uma “mega bebida”, capaz de manter o “rendimento físico em alta”, “a performance lá em cima” ou “o foco no máximo”. Uma bebida tão importante que até merece uma campanha de incentivo ao seu consumo. Consegue adivinhar qual é? A resposta é simples: a água.

E se, para alguns, beber água é simplesmente natural, ainda há quem beba pouco e quem a troque por outras bebidas.

Situação que justifica o lançamento pela Direção-Geral da Saúde (DGS), em parceria com a Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente, de uma campanha de comunicação.

O objetivo é “promover o consumo de água como parte integrante de uma alimentação saudável”,  lê-se no comunicado da DGS.

Isto “alinhada com o programa de saúde prioritário na área da promoção da alimentação saudável e com a Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável”.

Com o slogan “Água | A Nova Mega Bebida”, os protagonistas da campanha nacional são as figuras públicas Vanessa Oliveira, Isaac Alfaiate, Diogo Amaral e Maria Cerqueira Gomes.

Promover o consumo de água

Promover a saúde é uma das prioridades do XXI Governo Constitucional, “através de uma nova ambição para a Saúde Pública”.

Aqui, defende-se “que a obtenção de ganhos em saúde resulta da intervenção nos vários determinantes”, salientando-se como fundamental a política de promoção de uma alimentação saudável”.

Conscientes de que “a mudança de comportamentos se consegue, em grande parte, com educação”, o Governo defende uma aposta na literacia.

E, neste sentido, em campanhas nacionais de promoção de saúde pública, que se traduzem em melhores comportamentos e estilos de vida dos portugueses. Com reflexos na saúde de todos.

Bebe o suficiente?

A água representa cerca de 60-70% da composição corporal, sendo o principal constituinte celular. Encontra-se também envolvida no transporte dos nutrientes e em inúmeras reações metabólicas do organismo.

De acordo com as recomendações oficiais, os homens adultos devem ingerir 2,5 litros de água por dia. Este valor baixa para os dois litros diários no caso das mulheres.