cancro digestivo

Europacolon preocupada com adiamentos no diagnóstico do cancro digestivo

Por Cancro

Desde março, foram adiadas mais de quatro milhões de consultas em Centros de Saúde, um milhão de consultas das várias especialidades médicas e mais de 100 mil cirurgias. Como resultado, os 50 mil diagnósticos anuais de doenças oncológicas, como o cancro digestivo, não se concretizaram na sua plenitude”, alerta Vitor Neves, presidente da Europacolon Portugal – Associação de Apoio ao Doente com Cancro Digestivo. “Os rastreios de base populacional também estão paralisados, entre os quais o do cancro do intestino, que é o de melhor custo-benefício. Já os poucos que se realizam e testam positivo ficam meses à espera da consequente colonoscopia total. Em alguns hospitais, o prazo de realização deste exame ultrapassa os 12 meses. E esta situação é muito grave!”, conclui.

Ler Mais