‘Eu sou e eu vou’ – IPO apela à dádiva de sangue

Por Cancro

O Instituto Português de Oncologia de Lisboa (IPO Lisboa) associa-se à campanha internacional do Dia Mundial de Luta contra o Cancro, que este ano se celebra sob o lema ‘Eu sou e eu vou’, apelando à mobilização de todos na luta contra a doença. Para que possa integrar este movimento global, convida à dádiva de sangue ao IPO, esta terça-feira, 4 de fevereiro, dia em que o Serviço de Imunohemoterapia estará aberto das 9h00 às 20h00.

Ler Mais

dádiva de sangue nos centros comerciais

“Precisamos do seu Tipo”: campanha apela à dádiva de sangue

Por Marque na Agenda

Por norma, nos meses de verão o cenário repete-se, com as reservas de sangue e medula óssea a atingirem valores críticos. É para mudar esta realidade que arranca, já no próximo dia 1 de julho, mais uma edição da campanha de dádiva de sangue e de medula óssea nos centros comerciais do grupo Mundicenter: Braga Parque, Oeiras Parque, Amoreiras, Strada Outlet, Spacio Shopping e Arena Shopping.

Até dia 12 do mesmo mês, a mensagem é só uma, em forma de apelo: “Precisamos do seu Tipo”. É à volta dela que se juntam os elementos da banda portuguesa de soul e funk HMB, que juntam o seu sangue a esta contribuição, divulgando, a uma só voz, uma preocupação que deve ser de todos.

“Para nós, ter a oportunidade de mobilizar as pessoas a darem vida umas às outras é um privilégio. É uma ocasião perfeita para demonstrarmos, como sociedade, que conseguimos amar através de um gesto simples, mas poderoso. Já estamos muito gratos por podermos estar envolvidos nesta causa”, referem em comunicado.

Dádiva de sangue pode salvar vidas

Para fazer a doação, nada mais fácil. No Braga Parque, Oeiras Parque, Amoreiras, Strada Outlet, Spacio Shopping e no Arena Shopping serão instalados stands com todas as condições para a dádiva, geridas pelas equipas do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST), das 14h às 20h (Braga Parque das 13h30 às 19h30).

Campanha que se realiza há 17 edições e que, no ano passado, contou com a participação de 2.706 dadores, tendo sido recolhidos 927 litros de sangue. No total de todas as edições, a recolha registou mais de 35.206 dadores, reunindo cerca de 24.660 unidades de sangue cruciais para o tratamento de cerca de 74 mil pessoas.

As pessoas com idades compreendidas entre os 18 e 65 anos e com mais de 50 Kg, estão convidadas a participar na recolha de sangue, para uma colheita que dura aproximadamente 10 minutos, sendo que todo o processo demora cerca de 25 minutos e inclui a inscrição e tiragem clínica.

doação de sangue

IPO Lisboa quer mais dadores de sangue

Por País

Em 2018, o IPO Lisboa registou 4.120 dádivas de sangue, de um total de 4.527 dadores inscritos, 1.150 dos quais novos dadores. Agora, por ocasião do Dia Mundial do Dador de Sangue, que se assinala no próximo dia 14, o IPO Lisboa inaugura as novas instalações do Serviço de Imunohemoterapia (SIH) e apela à dádiva, para conseguir ultrapassar o desejado: 20 dádivas diárias.

No novo espaço, que está em funcionamento desde março de 2019, concentram-se todas as valências do serviço: Banco de Sangue, Laboratório de Imunohematologia, Hospital de Dia de Transfusão e Unidade de Dadores de Sangue. 

Obras que representaram um investimento de cerca de 700 mil euros e visam melhorar as condições de tratamento dos doentes, aumentar a capacidade do serviço na área das colheitas/dadores de sangue e oferecer as melhores condições de trabalho aos profissionais de saúde.

Aumentar as dádivas de sangue

“A ampliação e requalificação das instalações do Serviço de Imunohemoterapia insere-se num plano integrado de melhoria e continuidade do IPO, que visa melhorar as condições de prestação de cuidados para os doentes e profissionais e responder ao crescente aumento da procura de cuidados em oncologia”, sublinha em comunicado Sandra Gaspar, vogal executiva do Conselho de Administração.

Neste dia, explica Dialina Brilhante, diretora do SIH do IPO Lisboa, “queremos realçar a importância da doação de sangue e de componentes na nossa instituição, com o objetivo ultrapassar as 20 doações por dia. Queremos aumentar o número de dadores e de dádivas para podermos fazer face às necessidades crescentes: cerca de 1.700 doentes, nove mil concentrados de eritrócitos e entre 15 a 20 mil concentrados de plaquetas”.

Para a médica, a mensagem do IPO Lisboa é clara: “Queremos continuar a contar com os dadores regulares e lembrar os mais jovens que a dádiva de sangue ou de componentes é um dever de cidadania e um gesto de generosidade e de solidariedade que permite salvar vidas”.