Autocuidados: uma mais-valia que melhora a saúde e contribui para a sustentabilidade

autocuidados

Numa altura em que o acesso aos cuidados de saúde tem estado na ordem do dia, um grupo de especialistas junta-se a doentes para debater o papel dos autocuidados não só para a melhoria dos resultados em saúde, mas também como resposta às questões de sustentabilidade que são, cada vez mais, uma preocupação.

A iniciativa é do Value for Health CoLAB (VOH.CoLAB, associação cuja missão é medir o Valor em Saúde), com o apoio da Roche Sistemas de Diagnóstico, que abre portas a todos os interessados no próximo dia 23, na Reitoria da Universidade NOVA de Lisboa, a partir das 17h00.

Um encontro que será ainda palco do lançamento do livro ‘Vou ser operado ao coração e agora? Guia para uma rápida recuperação’, da autoria de José Fragata, cirurgião cardiotorácico, com informação e ferramentas para os doentes.

“Os cidadãos têm de ter cada vez mais consciência que cuidar da saúde é uma responsabilidade que é também sua”, reforça Ana Londral, diretora executiva do VOH.CoLAB. “Os autocuidados não devem ser vistos como um mal menor, como uma forma de colmatar lacunas em saúde, mas como resultado do reforço da informação e da literacia em saúde”, acrescenta.

E dá o exemplo de um dos projetos desenvolvidos pelo VOH.CoLAB, de telemonitorização após cirurgia cardíaca, onde o recurso à tecnologia facilita estes autocuidados e permite uma maior proximidade entre o doente e a sua equipa de saúde, assim como uma melhor gestão de recursos.

No encontro de dia 23, além da apresentação de dois projetos de telemonitorização, que se encontram a decorrer, haverá ainda tempo para uma mesa-redonda com doentes, enfermeiros e representantes de associações de doentes, onde se falará sobre o papel do doente nestes autocuidados e para um espaço com especialistas, que irão abordar a importância da literacia e dos autocuidados.

O final deste encontro será marcado pelo lançamento do livro ‘Vou ser operado ao coração e agora? Guia para uma rápida recuperação’ que, explica Ana Londral, resulta da adaptação de um texto escrito por José Fragata “para os doentes submetidos a cirurgia cardíaca e que pretende informar o doente operado ao coração sobre como funciona o coração, o que vai acontecer durante a cirurgia e após a mesma, reforçando a importância dos autocuidados. Porque é essencial aprendermos a cuidar de nós mesmos e a desenvolver ferramentas para esse fim. Aliás, gostaríamos de fazer mais livros com informação sobre autocuidados noutras doenças”.

Um livro que já está disponível nas livrarias e cuja apresentação será feita pelo músico Luís Represas, também ele operado ao coração.

Autocuidados após cirurgia ao coração

Posts relacionados