É um sapato, mas um sapato diferente. O seu objetivo é melhorar a recuperação dos doentes com AVC e, até agora, os testes feitos revelam que está a ser bem-sucedido, devendo chegar ao mercado até ao fim do ano.

Chama-se iStride e foi patenteado e licenciado nos EUA, cabendo-lhe a tarefa de ajudar as pessoas que tiveram um AVC e que sofrem de fraqueza muscular ou paralisia parcial num lado do corpo, o que afeta em muito a forma como andam. Por sua vez, a assimetria da marcha está associada ao mau equilíbrio, uma das principais causas de problemas que aumenta o risco de quedas e lesões.

Preso ao sapato da perna que não sofreu danos, gera um movimento desajeitado, que fortalece a perna afetada, permitindo tornar a marcha mais simétrica quando o sapato é removido. O pé lesionado usa um sapato combinando que permanece parado.

“O movimento para trás do sapato é gerado passivamente, redirecionando a força do utilizador para baixo durante a fase de apoio”, refere Kyle Reed, professor associado de engenharia mecânica na Universidade do Sul da Florida e um dos especialistas envolvidos no projeto.

“Como o movimento é gerado pela força do utilizador, a pessoa está a controlar, o que permite uma adaptação mais fácil ao movimento”, acrescenta.

“Ao contrário de muitos dos dispositivos de reabilitação de marcha existentes, este dispositivo é passivo, portátil, vestível e não requer energia externa.”

Resultados do novo sapato são animadores

O estudo que o testou incluiu seis pessoas, com idades entre os entre 57 e os 74 anos, que sofreram um AVC pelo menos um ano antes. Todos tinham assimetrias grandes o suficiente para afetar a sua capacidade de caminhar e cada um recebeu 12 sessões de treino de marcha de 30 minutos durante quatro semanas.

Com a orientação de um fisioterapeuta, foi medida a sua simetria da marcha e a caminhada funcional.

Os resultados revelam que todos melhoraram a simetria e velocidade da marcha, o que inclui quanto tempo levam para se levantar de uma posição sentada e caminhar, bem como quanto tempo levam para caminhar até um local específico e a distância percorrida em seis minutos.