A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), uma doença inflamatória pulmonar que causa a obstrução do fluxo de ar nos pulmões, é a terceira maior causa global de morte, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. John Costello, especialista em medicina pulmonar da Mayo Clinic Healthcare, em Londres, oferece dicas para ajudar os doentes a respirar com mais conforto.

A causa principal de DPOC nos países desenvolvidos está relacionada com o tabagismo e estes doentes têm um risco elevado de contrair outras de doenças, como doenças cardíacas e cancro do pulmão. Mas embora a DPOC seja uma doença progressiva, é também tratável.

“Caso a doença seja detetada numa fase precoce, o tratamento pode consistir em ajudar os doentes a parar de fumar ou retirá-los do ambiente poluído que pode estar a contribuir para a doença”, afirma Costello. “Para os doentes em estágio mais avançado, os programas de reabilitação de longo prazo podem ser formidáveis.”

Como parte da reabilitação, o tratamento para a DPOC em estágio mais avançado pode incluir o uso de medicamentos, inaladores e terapia de oxigénio.

“Os inaladores abrem as vias aéreas e podem ajudar de forma mais subtil, dentro do pulmão, o que melhora a sua capacidade”, afirma o especialista.

“Caso a doença seja severa, os nebulizadores broncodilatadores e outros medicamentos podem ser úteis. Há um longo debate sobre o uso ou não de corticosteroides inalados no tratamento da DPOC. Agora, há boas evidências de que estes podem ajudar a tratar a inflamação nos pulmões. Há um pequeno risco adicional em relação a outras infeções, como a pneumonia, mas há boas evidências de que o uso de um corticosteroide inalado regularmente acalmará as vias aéreas, reduzirá a tosse e poderá ajudar com a falta de ar.”

A terapia de oxigénio é raramente necessária, a menos que a DPOC esteja em estágio avançado e o doente sofra de hipoxemia crónica, confirma o médico. Caso os níveis de oxigénio sejam persistentemente baixos e, consequentemente, sejam muito baixos à noite, a administração de tratamento com oxigénio é útil a longo prazo.

Isso significa que o doente usa oxigénio durante a noite e possivelmente por várias horas durante o dia, reduzindo a incidência da insuficiência cardíaca direita, uma vez que a hipoxemia crónica afeta o lado direito do coração e elevar o nível de oxigénio por um período prolongado ajudará a evitar que isso ocorra.

Mas muito importante é, segundo Costello, perceber que um fator importante que causa a doença é evitável.

“O conselho mais importante aqui é parar de fumar”, afirma. “Caso já tenha uma doença pulmonar ou um fumador na família, recomendo pedir que a pessoa fume somente em ambiente exterior.”