Todos os anos surgem cerca de 400 novos casos de cancro infantil em Portugal, que continua a ser a primeira causa de morte não acidental em crianças e adolescentes. Setembro é o mês de sensibilização para o cancro infantil no mundo inteiro e a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) junta-se, uma vez mais, a este movimento, com diversas ações para sensibilizar e promover o conhecimento sobre esta realidade e homenagear todas as crianças e adolescentes com cancro, as suas famílias, os sobreviventes, profissionais de saúde, investigadores e voluntários, pelo seu esforço, dedicação e coragem.

Durante todo o mês, com o mote “Um dia…”, serão partilhados, através das redes sociais da Fundação, diversos testemunhos e desejos de quem está envolvido no seu dia-a-dia e com a oncologia pediátrica – as crianças, as famílias, sobreviventes, profissionais de saúde, voluntários, outras organizações sociais, doadores, entre outros.

Setembro foi também o mês escolhido para lançar Xi-Coração – à procura de um abraço, um livro infantil inspirado na mascote da Fundação, escrito e ilustrado por Natalina Cóias, em parceria com a Livros Horizonte, que promete encantar os mais novos com as suas aventuras.

“Passar a nossa mascote para personagem de livro infantil era um sonho antigo e a Livros Horizonte concretizou este desejo, mantendo bem presentes os valores da Fundação”, afirma Cristina Potier, diretora-geral da FROC.

Para já, o livro pode ser adquirido na Feira do Livro de Lisboa e no site da Livros Horizonte. A partir de 7 de setembro estará disponível para venda nas livrarias e, ao comprar o livro, 1€ irá reverter para os projetos de informação e de apoio à investigação a que a FROC se dedica. 

“A nossa missão é melhorar a vida de quem lida com o cancro infantil. Queremos continuar a estar ao lado das crianças e dos seus familiares, disponibilizando informação com o máximo de rigor e credibilidade e apoiando a investigação nesta área em Portugal”, afirma Cristina Potier.

“Orgulhamo-nos do apoio que temos vindo a prestar desde 2009 e nos próximos meses estamos com vários projetos que vão abranger os três centros de referência em oncologia pediátrica, conseguindo assim chegar às famílias de todo o país. Desafiamos a população a juntar-se a nós e a abraçar esta causa, ajudando-nos a concretizar os nossos projetos. Com o contributo de todos podemos fazer cada vez mais e melhor”, conclui.

Entre os dias 1 de setembro e 15 de novembro estarão também abertas as candidaturas para a 6ª edição do Prémio Rui Osório de Castro/Millennium BCP, no valor de 15.000€.

Com o objetivo de continuar a contribuir para o desenvolvimento de iniciativas inovadoras em oncologia pediátrica, qualquer pessoa singular, grupo de trabalho ou instituição sem fins lucrativos pode concorrer com um projeto relevante na área do cancro infantil, nomeadamente estudos científicos, projetos de investigação, formação específica ou trabalhos com impacto psicossocial.