Um grupo de especialistas do King’s College London encontrou evidência, na avaliação de vários estudos, de que as pastilhas elásticas sem açúcar podem ajudar a reduzir o desenvolvimento futuro de cáries dentárias em adultos e nas crianças.

Publicado no Journal of Dental Research: Clinical & Translational Research, a revisão conclui que as pastilhas sem açúcar podem reduzir o avanço da cárie dentária, o que as tornaria um agente preventivo viável, à semelhança de outros métodos, entre os quais a educação em saúde oral e uma supervisão da escovagem dos dentes.

Para chegar a estas conclusões, foram avaliados estudos publicados nos últimos 50 anos, 12 dos quais que exploravam o impacto e os resultados da intervenção da pastilha elástica sem açúcar nas condições de saúde oral e, em particular, nas cáries dentárias em adultos e crianças.

E, de acordo com os especialistas, verificou-se que estas reduzem o aumento das cáries, o que as torna um meio com uma capacidade preventiva que chega aos 28%.

“Há um grau considerável de variabilidade no efeito dos dados publicados e os ensaios incluídos foram geralmente de qualidade moderada”, explica o autor principal do trabalho, Avijit Banerjee, professor de Odontologia Operatória no King’s College London.

“No entanto, sentimos que havia uma necessidade definitiva de atualizar o conhecimento existente sobre as pastilhas sem açúcar e os seus efeitos nas cáries dentárias e na saúde oral. Estamos a planear aprofundar a investigação para determinar a aceitabilidade e a viabilidade do uso deste método na saúde pública.”

Ferramentas contra as cáries

Nos últimos anos, as pastilhas elásticas sem açúcar emergiram como um possível complemento das estratégias de prevenção existentes para interromper o desenvolvimento das cáries dentárias.

“Tanto a estimulação da saliva, que pode atuar como uma barreira natural para proteger os dentes, como o controlo mecânico da placa, resultante do ato de mastigar, podem contribuir para a prevenção da cárie dentária”, revela o especialista.

“As pastilhas elásticas sem açúcar também podem atuar como transportadoras de ingredientes antibacterianos, incluindo xilitol e sorbitol. Não existia nenhuma evidência conclusiva recente antes desta revisão que mostrasse a relação entre reduzir o desenvolvimento das cáries e mastigar pastilhas sem açúcar”, acrescenta.