Conhecidos os vencedores das Bolsas de Cidadania, em ano com recorde de participações

Bolsas

Os vencedores das Bolsas de Cidadania 2022 vão ser divulgados no dia 1 de junho. Foram ao todo 42 as candidaturas recebidas nesta 8.ª edição das Bolsas, um número recorde desde que a iniciativa começou, em 2015.

Num valor total de 60 mil euros, as Bolsas de Cidadania procuram fomentar a participação dos cidadãos nos processos de decisão em saúde, a informação dos doentes sobre os seus direitos, assim como a sua participação nas decisões individuais de tratamento.

É uma iniciativa da Roche para financiar projetos e ideias de associações de doentes e outras Organizações Não Governamentais (ONG). Os vencedores vão ser conhecidos numa sessão que começa às 14:30 e que pode ser seguida em roche.pt.

A análise das candidaturas é feita por um júri independente e multidisciplinar, constituído por: Maria de Belém Roseira (antiga Ministra da Saúde), Graça de Freitas (Diretora-Geral da Saúde), Isabel Aldir (assessora da Presidência da República), José Manuel  Pereira de Almeida (Coordenador Nacional da Pastoral da Saúde), Maria do Céu Machado (médica e ex-presidente do Infarmed), Mário Pereira Pinto (Professor Universitário e investigador), Paula Rebelo (jornalista), e Ricardo Encarnação (diretor médico da Roche).

As bolsas a atribuir terão os seguintes valores: 20 mil euros (uma bolsa); 15 mil euros (uma bolsa); 10 mil euros (uma bolsa); 5 mil euros (três bolsas).

Ao longo das últimas sete edições, as Bolsas já apoiaram cerca de 40 projetos de associações de doentes e ONG, num valor total que ascende a 400 mil euros.

Posts relacionados