Chama-se Alex, tem 10 anos, sofre de hemofilia e é a personagem principal da campanha que será lançada no âmbito do Dia Mundial da Hemofilia. Alex é uma personagem fictícia, mas podia ser um qualquer rapaz de uma cidade, vila ou aldeia portuguesa. Com a construção desta personagem animada, a Roche pretende ajudar as crianças, e também as suas famílias, a compreender melhor a hemofilia.

A campanha dá a conhecer Alex, um rapaz ativo que gosta de partilhar com os outros como ter uma vida mais saudável e como passar o tempo de lazer de forma divertida e segura.

Como todas as crianças, Alex vai passando por desafios. Um deles é o de explicar aos amigos o que é a hemofilia, um distúrbio da coagulação, na maioria das vezes hereditário, em que o sangue não coagula devidamente.

“Queres que te ajude a saber mais sobre a hemofilia? Juntos, vamos aprender tudo o que precisamos de fazer para sermos saudáveis, partilhar ideias originais para passar o nosso tempo livre em casa, e aprender a explicar aos nossos amigos o que é a hemofilia.” Esta é a mensagem que Alex deixa a todas as crianças em Portugal.

Elsa Rocha, pediatra do Centro Hospitalar Universitário do Algarve, apoia a campanha e considera que, “nesta coletânea de banda desenhada e vídeos, o Alex transporta-nos de uma maneira lúdica, para a complexidade da sua doença”.

“Com uma linguagem acessível à criança, sem descurar o rigor científico, são desmistificados os inúmeros equívocos que permanecem associados a esta doença e que, muitas vezes, dificultam mais a vida do doente, do que a própria doença em si. A campanha permite explorar o mundo da hemofilia, de uma forma lúdica, autêntica e rigorosa, numa perspetiva de prevenção, com o objetivo de ensinar para melhor cuidar”, acrescenta a especialista.

A campanha é materializada em vídeo e em banda desenhada, podendo ser consultada no site oficial da Roche.

Manuel Marques, o conhecido ator que há mais de 20 anos tem dado corpo a várias personagens, é a voz do jovem Alex, o herói desta história.

hemofilia