A canela melhora o controlo do açúcar no sangue em pessoas com pré-diabetes e pode retardar a progressão para a diabetes tipo 2, revela um novo estudo publicado no Journal of the Endocrine Society.

Em Portugal, estima-se que cerca de dois milhões de pessoas vivam com pré-diabetes, o que acontece quando os níveis de açúcar no sangue estão mais altos do que o normal, levando, muitas vezes, à diabetes tipo 2. Identificar estratégias para impedir a progressão para este diagnóstico é um desafio grande, mas importante.

“O nosso estudo, de 12 semanas, mostrou os efeitos benéficos da adição de canela à dieta, mantendo os níveis de açúcar no sangue estáveis ​​em pessoas com pré-diabetes”, refere o autor correspondente do estudo, Giulio R. Romeo, especialista do Joslin Diabetes Center, em Boston, nos EUA.

“Estas descobertas justificam a realização de estudos maiores e mais longos, para abordar se a canela pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 ao longo do tempo.”

Canela ajuda na pré-diabetes

O ensaio clínico randomizado (o que significa que os participantes são aleatoriamente distribuídos por dois ou mais grupos de intervenção) quis perceber quais os efeitos da suplementação de canela em 51 participantes com pré-diabetes, que tomaram uma cápsula de 500 mg de canela ou placebo três vezes ao dia, durante 12 semanas.

Os investigadores descobriram que os suplementos de canela diminuíram os níveis anormais de glicose em jejum e melhoraram a resposta do corpo ao ingerir uma refeição com hidratos de carbono, que são características da pré-diabetes. A canela foi bem tolerada e não foi associada a efeitos secundários específicos ou eventos adversos.