Música e medicina unidas na FMUP

música

A Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) irá receber a Ópera na Academia e na Cidade (OAC) na sua “casa”, ao longo da semana de 9 a 13 de maio, numa nova aproximação entre a cultura e a medicina.

Nesta residência artística inovadora, a OAC promete encher a “casa da Medicina” no Porto com os sons da melhor música clássica. Vivaldi, Piazzola e Beethoven são os compositores eleitos para três dias que prometem muita inspiração.

A comunidade académica, incluindo estudantes, professores, técnicos e colaboradores, poderá assistir aos ensaios e até mesmo integrar o elenco da Orquestra, se as suas competências musicais o permitirem.

Os ensaios vão decorrer a 9 e 10 de maio, dias em que a OAC deverá interpretar ‘As Quatro Estações’ e ‘Quatro Estações Portenhas’. No dia 12 de maio ouvir-se-ão a ‘Sinfonia nº 6’ (pastoral) e ‘Concerto para Piano nº 3’.

De acordo com José Ferreira Lobo, maestro e diretor artístico da OAC, cada ensaio será precedido de uma sessão introdutória, que permitirá criar as pontes entre a arte e a ciência médica. Os músicos estarão também disponíveis para responder a questões e dúvidas desta plateia muito especial.

Entre os músicos que fazem parte da OAC destacam-se Rómulo Assis (violino) e Lígia Moreno (piano).

Esta parceria entre a FMUP e a OAC tem feito história, com a promoção de várias iniciativas em conjunto. O momento alto desta colaboração foi o Concerto de Natal da FMUP, com a interpretação, pela OAC/Movimento Musical Cooperativo, da ‘Visitação à Flauta Mágica’, de Wolfgang Amadeus Mozart. Esta foi a primeira vez que a FMUP acolheu um projeto operático “dentro de portas”, tendo tido “casa cheia”.

A OAC tem estado igualmente presente nos principais momentos festivos da vida da Faculdade, como foram os casos do Dia da Graduação e da Semana da FMUP, sempre com muita música.

Subscreva as nossas notificações. Siga-nos também nas redes sociais!

Posts relacionados