Serviço permite tratamento em casa de mais de 700 pessoas

tratamento
Em três anos de atividade, o Serviço de Hospitalização Domiciliária do Centro Hospitalar Universitário de São João permitiu o tratamento em casa de 753 doentes. No exercício da sua atividade, os profissionais de saúde realizaram mais de 11.500 visitas, com um tempo médio, gasto em cada visita, entre 45 minutos a uma hora, percorrendo, só no último ano, cerca 72.500 Km.

Em termos de indicadores de produção clínica, a taxa de ocupação registada foi de 72% e a taxa de reinternamento de 2,8% aos sete dias, com os utentes e cuidadores a apresentarem um grau de satisfação muito alto: 90% a 96% dos inquiridos dizem-se ‘Muito Satisfeitos’ com o desempenho dos profissionais do serviço.

“Os projetos do Serviço de Hospitalização Domiciliária passam por aumento da dotação do serviço para 15 lugares, a Certificação da Qualidade do serviço, uma maior articulação com os diferentes internamentos do Centro Hospitalar Universitário de São João e aposta forte na investigação clínica, produção científica e formação”, explica Miguel Santos, enfermeiro daquele serviço.

“Atualmente, estamos a articular com o Agrupamento de Centros de Saúde da Maia/Valongo e Porto Oriental no sentido de criar um protocolo de articulação com os diferentes serviços dos Cuidados de Saúde Primários. Há cerca de um ano iniciámos o protocolo com o Serviço de Cirurgia de Ambulatório e do Centro da Mama, através do projeto de ambulatorização da cirurgia por cancro da mama, em doentes com idade superior a 80 anos, o que permitiu o internamento em hospitalização domiciliário de 12 doentes”, acrescenta.

Este serviço, constituído por equipas de médico e enfermeiro, com apoio de assistente social, farmacêutica, nutricionista, psicólogo, assistente operacional e assistente técnica, funciona 24 horas por dia e sete dias por semana e, atualmente, são referenciados doentes de vários serviços de internamento do Centro Hospitalar Universitário de São João, inclusive da Urgência, Consulta Externa e de outros hospitais.

Subscreva as nossas notificações. Siga-nos também nas redes sociais!

Posts relacionados