doentes não-covid

Plano de Recuperação e Resiliência negligencia a recuperação de doentes não-Covid

Por País

O Governo quer que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que esteve em consulta pública até ao passado dia 1, seja “o Plano de todos os Portugueses, dando resposta aos desafios que enfrentamos e que, em conjunto e com determinação, vamos superar”. No entanto, avaliada a proposta, o Movimento Saúde em Dia, uma iniciativa da Ordem dos Médicos e da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares, verifica que nem todos os portugueses merecem a inclusão neste plano, que é omisso quanto à recuperação dos doentes não-covid. Doentes que, ao longo de 2020, e em virtude do cancelamento da atividade assistencial, se viram impossibilitados de aceder aos cuidados de saúde.

Ler Mais

acesso aos cuidados de saúde

Associações de doentes defendem direito de todos no acesso a cuidados de saúde

Por Atualidade

O receio inicial, manifestado por alguns nos primeiros tempos da pandemia, deu lugar ao desejo, que se faz acompanhar pela necessidade de retomar o que a Covid-19 obrigou a adiar, sejam rastreios, exames, consultas ou tratamentos. Porque “para quem está doente o tempo conta”, mensagem de uma campanha que junta várias associações de doentes, unidas à volta da importância de se encontrar uma solução que permita dar resposta à pandemia, sem colocar em causa o acompanhamento e cuidados de saúde de outros doentes.

Ler Mais

contactos presenciais

Menos nove milhões de contactos presenciais nos centros de saúde e rastreios oncológicos

Por COVID-19

O acesso dos doentes não Covid aos serviços de saúde continuou dificultado, mesmo antes da segunda vaga da pandemia. Os cuidados de saúde primários registaram, nos primeiros dez meses deste ano, menos nove milhões de contactos presenciais médicos e de enfermagem. Nos hospitais, os contactos presenciais sofreram uma redução de 2,7 milhões entre janeiro e outubro de 2020 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Ler Mais

SPP

SPP alerta: é preciso garantir assistência aos doentes e condições aos profissionais de saúde

Por COVID-19

Tendo em conta a situação extrema de saúde pública e a pressão a que o Serviço Nacional de Saúde tem sido sujeito, com uma sobrecarga sem precedentes, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) considera “ser dever das autoridades a organização dos serviços no sentido de garantirem a prestação de cuidados e de assistência aos doentes com COVID-19, mas também aos doentes que sofrem de outras patologias. Deve também ser dever das autoridades a garantia de segurança e de condições de trabalho dos profissionais de saúde”.

Ler Mais

médicos de família

Redução de caixa de email dos médicos de família motiva pedido de esclarecimento da Ordem dos Médicos

Por País

Muito se tem falado sobre a dificuldade recente de acesso dos utentes aos serviços de saúde, sobretudo aos centros de saúde. São as chamadas telefónicas que ficam por atender e doentes por tratar. Agora, a Ordem dos Médicos vem pedir esclarecimentos ao Governo sobre a redução da capacidade de resposta das caixas de email dos médicos de família, reportada por vários profissionais.

Ler Mais