A acne é um problema de pele comum e, por cá, os números confirmam esta frequência: cerca de 85% dos adolescentes entre os 12 e 24 anos têm acne, situação que afeta 25% dos homens e cerca de 50% das mulheres em algum momento das suas vidas. Nesta época de Natal, em que se multiplicam as festas e encontros, cresce também o receio do uso de maquilhagem. Um medo que pode ser infundado, diz quem sabe.

Como a pele com tendência a acne é sensível, as pessoas tendem a pensar que certos produtos de maquilhagem, como bases e corretores, pioram a situação. Mas os dermatologistas da Academia Americana de Dermatologia referem não haver problema, desde que se escolham bem os cosméticos a usar e se tenha uma rotina de cuidados com a pele.

“Muitos doentes perguntam-me se a maquilhagem lhes está a causar acne e se deviam evitar o seu uso para melhorar a pele”, afirma Rebecca Kazin, dermatologista.

“Apesar de alguns cosméticos causarem acne, é possível usar maquilhagem escolhendo os produtos com cuidado e seguindo algumas etapas simples antes, durante e após a aplicação da mesma.”

Cuidado na hora da escolha

É preciso escolher a maquilhagem com cuidado. Com tantos produtos disponíveis no mercado, é preciso identificar os que melhor funcionam, tendo em conta o seu tipo de pele.

No âmbito desta escolha, procure produtos “não comedogénicos”, “sem óleo” ou que “não bloqueiem os poros”, pois é menos provável que causem problemas.

Considere produtos de maquilhagem com ácido salicílico, que pode prevenir e reduzir a acne. No entanto, lembre-se de que produtos com esta substância podem ressequir a pele, sobretudo a de quem estiver a usar medicação para a acne.

A evitar é a maquilhagem líquida pesada, que pode prender a sujidade, o óleo e bloquear os poros, provocando crises de acne. E, se estas acontecerem, há que procurar identificar o produto que está na sua origem.

Gestos simples para peles com acne

Antes de aplicar a maquilhagem é importante também que prepare a sua pele, começando por limpar o rosto.

Lave as mãos e, em seguida, use as pontas dos dedos para aplicar suavemente um gel de limpeza suave. Enxague com água morna e aplique um hidratante com protetor solar. Não se esqueça de verificar se o filtro solar é de espetro amplo e se tem um fator de proteção de 30 ou superior.

Lembre-se que a pele seca e danificada pelo sol é uma pele irritada, e a pele irritada está em risco de acne.

Evite aplicar a maquilhagem com os dedos, que podem transferir óleo para o rosto. Em vez disso, use aplicadores, como pincéis ou esponjas.

Lave-os com água e sabão a cada sete a 10 dias para evitar novos surtos de acne, pois os pincéis acumulam resíduos, sujidade, óleo e bactérias.

Lembre-se também de ser sempre gentil ao aplicar a maquilhagem e não partilhe produtos ou aplicadores. Apesar de a acne não ser contagiosa, os seus responsáveis – bactérias, células mortas da pele e óleo – podem manter-se nos produtos e aplicadores, dando origem a surtos.

Remova a sua maquilhagem antes de ir para a cama, incluindo a dos olhos, usando um produto sem óleo e lave depois o rosto.

Evite esfregar a cara e, se usar um medicamento para acne à noite, faça-o após a limpeza, aplicando um hidratante não comedogénico depois desse gesto.

“Por vezes, apesar dos melhores esforços, a acne pode ser teimosa”, refere a especialista.

“Se tiver dúvidas sobre o que está a causar a sua acne, como tratá-la ou como selecionar produtos para o seu tipo de pele, consulte um dermatologista.”