‘Limpeza’ das memórias é feita durante o sono

cama

São várias e diferentes as fontes de informação que nos ‘inundam’ o cérebro. Informação útil e informação que não serve para grande coisas, mas que ainda assim ocupa espaço. A partir de todos os dados recebidos, o cérebro elabora as recordações. Mas, uma vez mais, não retém tudo o que lhe é oferecido: o que é irrelevante acaba por ser descartado, um trabalho que é realizado no sono.

Foi sobre este tema que se debruçou um grupo de especialistas, que procurou perceber se que forma é feita esta ‘limpeza’, tendo por base as hipóteses já formuladas: de que, no sono, as conexões neuronais criadas ao longo do dia são todas reforçadas ou de que, a dormir, o seu número é reduzido.

Os especialistas, que trabalham no laboratório Ole Paulsen, da Universidade de Cambridge (Reino Unido), analisaram os mecanismo subjacentes à manutenção da memória durante a fase de sono de ondas lentas, em que se dá o descanso profundo.

“Dependendo das vivências das pessoas e em função da sua relevância, o tamanho das suas conexões neuronais muda. São guardadas as maiores, que têm a informação importante, eliminando-se as prescindíveis”, explica à Agência Sinc Ana González Rueda, autora principal deste estudo e investigadora do MRC Laboratory of Molecular Biology (LMB), de Cambridge.

No trabalho, publicado na revista Neuron, os investigadores estimularam as conexões neuronais de ratos submetidos a um tipo de anestesia que simula o estado cerebral semelhante à fase de sono de ondas lentas dos humanos.

Os resultados revelam que, neste estado de sono, mantêm-se as conexões maiores, enquanto as mais pequenas se perdem. Um mecanismo que permite o armazenamento de vários tipos de informação do dia-a-dia, sem que se percam dados anteriores.

“Ainda que o cérebro tenha uma capacidade de armazenamento extraordinária, manter conexões neuronais requer muita energia”, refere a especialista. Por isso, é durante as horas de sono que as ordena, descartando as mais débeis, para assegurar recordações mais fortes e consolidadas.

 

 

Posts relacionados