Mais doações e transplantes realizados em 2021

transplantes

Os transplantes aumentaram em Portugal no ano passado, mostram os dados partilhados pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação, isto depois de dois anos de pandemia que obrigaram a uma reorganização da atividade hospitalar.

De acordo com aquela fonte, a doação de órgãos de dador falecido, face a 2020, aumentou cerca de 19%, com mais 49 dadores.
Na atividade de transplantação de órgãos, observa-se um aumento global da atividade face ao ano anterior em cerca de 12%, com mais 86 órgãos transplantados.

O número de transplantes realizados a partir de dador vivo apresenta um ligeiro decréscimo, quando comparado com a atividade do ano anterior. Ainda assim, destaca-se realização de dois transplantes renais ao abrigo do protocolo internacional com Espanha e Itália.

A atividade com tecidos e células apresenta também tendência crescente, com aumento de cerca de 15% do número de tecidos colhidos. Relativamente à atividade com células, mantem-se estável o número de dadores tipados, mas ainda assim, verifica-se um aumento do número de transplantes de progenitores hematopoiéticos realizados em 2021 de cerca de 4%.

Posts relacionados