Médicos escoceses prescrevem natureza aos seus doentes

médicos prescrevem natureza

Os médicos escoceses podem, desde 5 de outubro, receitar um novo medicamento aos seus doentes: passeios pela natureza. É o primeiro programa do género no Reino Unido e tem como objetivo reduzir a pressão arterial, a ansiedade e aumentar a felicidade das pessoas com diabetes, doença mental, stress ou doenças cardíacas.

O projeto, que resulta de uma parceria entre o Serviço Nacional de Saúde escocês e a Sociedade Real para a Proteção das Aves, transforma as prescrições em sugestões, explicadas em folhetos distribuídos pelos consultórios médicos.

Por exemplo, em fevereiro aconselha os doentes a construir uma manga de vento e apreciar a velocidade do mesmo; em março, fazer arte com materiais recolhidos na praia; mais para a frente, em maio, sugerem “enterrar a cara na relva”; em setembro, ajudar a limpar uma praia; em outubro, olhar para o céu e observar as nuvens e muito mais. E tudo por ordem do médico.

Benefícios comprovados

Há muito que são conhecidos os benefícios da natureza para a saúde mental e física. Passar 90 minutos do dia numa zona com árvores provoca uma redução na atividade na parte do cérebro tipicamente associada à depressão. Mas mais ainda, reduz a pressão arterial e a ansiedade e aumenta a felicidade.

Os japoneses há muito que falam sobre eles, descrevendo mesmos os “banho na floresta”, verdadeiros mergulhos no ambiente verde que proporcionam um equilíbrio entre corpo e mente. 

Testa saber quando é que esta medida se generaliza e quando é que também os médicos portugueses vão poder transformar os passeios pela natureza num medicamento disponível na lista de prescrições. 

Posts relacionados