Trinta e cinco por cento das vendas da Coca-Cola em Portugal já correspondem a bebidas menos calóricas ou sem calorias, o que significa que hoje estas já representam mais de metade (51%) das vendas totais, avança a empresa.

Apostada em contribuir para a redução do consumo de açúcares da população, a marca disponibiliza alternativas que se adaptam aos diferentes gostos e necessidades, entre as quais se incluem bebidas sem açúcares ou sem açúcares adicionados.

O esforço de reformulação tem sido grande, refere a empresa em comunicado. E exemplo disso é a mudança sentida na Fanta que, ao longo deste ano, tem todos os sabores baixos em calorias ou sem calorias, com a exceção da Fanta Fresa, comercializada apenas nas Ilhas Canárias.

Assim, a Fanta Limão e Fanta Laranja reduziram 66,8% e 65,4%, respetivamente, em relação à composição destas bebidas antes de 2014. Em relação à Aquarius e Aquarius Laranja, a sua percentagem de açúcares totais desceu 30,2% e 43%, respetivamente.

A estas marcas junta-se agora Nestea, dado que, com a reformulação de Nestea Chá Preto Manga e Ananás – cujo teor total de açúcar foi reduzido em 43,9% em comparação com a composição desta bebida antes de 2014 –, todas as variedades, com a exceção de Nestea Chá Preto Pêssego, têm já poucas calorias.

Corte no açúcar para bebidas menos calóricas

Atualmente, a Coca-Cola em Portugal disponibiliza ao consumidor 28 referências de produtos sem adição de açúcares, light ou zero das 106 referências vendidas pela companhia no nosso país.

Esses números são o resultado do trabalho realizado desde 2010 para oferecer uma alternativa sem açúcares adicionados em todas as categorias de bebidas possíveis.

No caso de bebidas ecológicas ou biológicas, não existem bebidas sem açúcares adicionados, na medida em que só podem ser utilizados adoçantes orgânicos. Assim, as alternativas sem açúcares adicionados já representam 36% do total de vendas.