Os Prémios ao Valor Social, uma iniciativa da Fundação Cepsa, estão de volta e pretendem, uma vez mais, reconhecer diferentes projetos sociais que promovam a inclusão e a qualidade de vida de pessoas ou grupos menos favorecidos.

O período de candidaturas está novamente aberto, disponível para ideias oriundas de Gibraltar, das Ilhas Canárias, da Comunidade de Madrid, da província de Huelva, portuguesas, colombianas e brasileiras, áreas geográficas em que a Cepsa tem uma atividade relevante e onde estabeleceu laços e relações com as comunidades de forma mais profunda.

Serão, ao todo, distribuídos prémios que vão até aos 400.000 euros pelas iniciativas sociais vencedoras, com projetos sociais com o intuito de melhorar a qualidade de vida de diversos grupos: pessoas em vulnerabilidade social, desempregados, doentes, pessoas com diversidade funcional, minorias étnicas, crianças, jovens e adolescentes, idosos ou vítimas de violência baseada em género, entre outros.

Prémios com inscrições abertas

São, ao todo, 15 anos a atribuir estes reconhecimentos. “É a bandeira da nossa ação social”, refere a propósito Teresa Mañueco, diretora-geral da Fundação Cepsa.

“Orgulhamo-nos de que estes prémios se tenham tornado referência de integração e colaboração entre os profissionais da Cepsa, as entidades sociais e a Fundação. A cada ano, as entidades apresentam projetos mais inovadores e, do nosso lado, trabalhamos para incorporar melhorias e divulgar os prémios a um maior número de entidades”, acrescenta

As entidades que desejem participar poderão apresentar os seus projetos a partir desta terça-feira, 10 de setembro, até dia 4 de outubro, através da página web da Fundación: www.fundacioncepsa.com. 

No próximo mês de novembro, será dado a conhecer o acórdão de cada um dos jurados locais, envolvendo diferentes representantes institucionais relacionados com a ação social.