As férias estão aí, mas as dúvidas são ainda muitas. A viagem será de avião ou de carro? O melhor alojamento é um hotel ou uma casa isolada? As idas à praia são aconselhadas? As respostas são dadas por um especialista da Universidade do Alabama, nos EUA, um dos países mais afetados pela pandemia, que deixa dicas e conselhos sobre a segurança.

Ao viajar durante a COVID-19, a consideração mais importante, refere Curry Bordelon, professor daquela instituição, é pesar o risco.

Quer seja uma viagem de avião ou carro, quais são os riscos associados ao destino? “Muitas vezes tomamos essas decisões sem pensar muito no assunto, mas agora temos de prestar muita atenção ao decidir sobre quais os nossos planos de viagem”, afirma.

“Apesar dos medos associados a viagens e multidões, existem formas de o proteger a si e à sua família enquanto desfruta de um tempo muito necessário.”

Segurança pelo ar

Muitas companhias aéreas possuem planos para a pandemia, que incluem voos limitados, distanciamento entre os lugares sentados e processos alternativos de embarque. A maioria recomenda o uso de máscara e melhorou a limpeza das superfícies.

A principal preocupação nestes casos é prestar atenção às superfícies em que se toca. “Evite tocar nas superfícies com as mãos – cada ponto de contacto é um ponto potencial de transmissão. Use desinfetante para as mãos ou toalhetes com álcool para limpar as superfícies com as quais está em contacto, como assentos, apoios para as mãos, encostos e mesas ou bandejas. Use portas automáticas e evite tocar nos corrimões das escadas rolantes. Se precisar de tocar numa superfície, desinfete as mãos e evite tocar no rosto.”

É essencial manter o distanciamento social e usar máscara em público, pelo que deve sempre andar com máscaras adicionais.

Por terra

Para viagens mais curtas, ou se os riscos de transmissão forem considerados demasiado grandes para uma viagem de avião, conduzir até ao destino é outra opção. Se optar por esta, considere as etapas necessárias para chegar ao destino.

“Toda a gente tem um limite, sobretudo com crianças. Pode ser necessário reabastecer, parar para comer e fazer pausas biológicas”, refere o especialista, que aconselha: “mantenha o desinfetante para as mãos no compartimento da porta. Isso permitirá que aceda a ele rapidamente após uma paragem”.

Alojamento

Existem muitas opções de alojamento, de hotéis, a casas para alugar. Aqui, a chave do sucesso é ter a lição bem estudada. 

Ainda que os hotéis tenham equipas de limpeza, destacadas para o efeito, se isso o fizer sentir melhor, “considere levar toalhetes de limpeza para as superfícies dentro dos espaços. Use o cotovelo para tocar no botão de abertura das portas do elevador; evite espaços lotados; use máscara em público onde puder”.

Jantar fora e entretenimento

Estamos todos ansiosos pelas refeições fora e os momentos de entretenimento quando viajamos. De facto, para a maioria, essa é a razão pela qual se viaja: “comida, família e diversão”.

Para locais de entretenimento maiores, como parques de diversões e eventos desportivos, as restrições permanecem em vigor, assim como as medidas de segurança. 

“Use máscara quando estiver no meio da multidão ou para chegar à sua mesa no restaurante. Uma vez lá, sinta-se à vontade para removê-la e saborear a sua refeição. Certifique-se de que lava as mãos antes de comer (o desinfetante para as mãos é perfeito para o acompanhar no jantar).”