A receita para engravidar ou ter uma vida sexual mais ativa? Comer marisco

marisco na vida sexual

A receita para ter uma vida sexual mais ativa e com maior facilidade para engravidar parece estar no prato. E é simples: comer mais marisco. É a evidência científica que o garante.

Quem nunca ouviu falar no poder afrodisíaco das ostras? Um estudo, publicado na revista científica Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, elimina todas as dúvidas, ao confirmar que aquilo que os casais comem pode influenciar a sua vida por debaixo dos lençóis e terem maior facilidade em engravidar.

“O nosso estudo sugere que o marisco pode ter vários benefícios reprodutivos”, refere Audrey Gaskins, investigadora da Harvard T.H. Chan School of Public Health e uma das autoras do estudo.

“Verificámos que os casais que consomem mais de duas porções de marisco por semana enquanto tentam engravidar não só levaram menos tempo a consegui-lo, como tiveram uma frequência significativamente maior de relações sexuais.”

O poder dos frutos do mar

Foram, ao todo, 500 os casais, oriundos do Michigan e Texas que, ao longo de um ano, registaram a sua ingestão diária de marisco e a vida sexual.

E foi o resultado desse acompanhamento que os investigadores partilham agora em estudo, revelando que 92% dos casais que incluíram o marisco na ementa mais de duas vezes por semana conseguiram engravidar ao fim de um ano, comparando com 79% dos casais que atingiram o mesmo objetivo, mas com menor ingestão deste tipo de alimentos.

“Os nossos resultados enfatizam a importância não só da dieta feminina, mas também da masculina, na hora de engravidar e sugere que os dois parceiros deveriam incorporar mais marisco nas suas dietas para o benefício máximo da fertilidade”, acrescentou a especialista.

Apesar disto, os cientistas assumem faltarem certezas sobre o que está na origem desta associação positiva entre o marisco e a conceção. E não, desenganem-se os que pensam que tem a ver com o reforço da vida sexual. O que pode acontecer, isso sim, é o marisco ajudar a melhorar a qualidade do sémen, embriões ou ovulação.

Posts relacionados