As candidaturas da competição BI Award for Innovation in Healthcare (www.biaward.pt), uma iniciativa da Boehringer Ingelheim Portugal, com o apoio institucional da Ordem dos Médicos, que pretende distinguir projetos inovadores que possam ser integrados em contextos reais de saúde em Portugal, terminam no dia 16 de abril, e já é conhecido o júri e o painel de mentores que vão ajudar os projetos a ganhar vida.

O projeto vai contar com a orientação e avaliação de profissionais com muita experiência, reconhecidos nas áreas da saúde, ciência e tecnologia, como Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, Ana Paula Martins, Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Alexandre Lourenço, presidente da direção da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares e Carlos Robalo Cordeiro, diretor do serviço de pneumologia do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra e diretor da Faculdade de Medicina de Coimbra.

Uma lista que integra ainda nomes como a Maria do Céu Machado, presidente do Conselho de Disciplina da FMUL e ex-presidente do Infarmed, Maria de Belém Roseira, advogada, jurista e ex-ministra da saúde, Elsa Frazão Mateus, presidente da EUPATI (European Patients’ Academy on Therapeutic Innovation) e Pedro Pita Barros, professor of Health Economics na Nova SBE. Júlio Machado, psiquiatra e sexólogo, David Marçal, professor na Universidade Nova de Lisboa, Pedro Rebelo de Sousa, Managing Partner e fundador da SRS Advogados juntam-se também a este painel.

Os mentores do BI Award são…

Com um formato inovador de trabalho colaborativo (Hackathon), a competição, que decorrerá entre 21 a 23 de maio, vai juntar as equipas candidatas, compostas por três a seis elementos, a um grupo de mentores especializados, que as vão orientar na melhor forma de transformar as suas ideias em projetos reais.

Elvira Fortunato, cientista, investigadora e professora catedrática portuguesa, que aos muitos feitos juntou recentemente a conquista do Prémio Pessoa 2020, é uma das mentoras, a quem se junta, neste desafio, Pedro Janela, CEO, fundador e co-proprietário da holding WYgroup e Armando Vieira, doutorado em Física Teórica.

Deste grupo faz ainda parte António Câmara, pioneiro na investigação de simulação, sistemas de informação geográfica, realidade virtual e aumentada, Paulo Carinha, assessor para a área do medicamento no Centro Hospitalar Universitário de São João.

Ainda como mentoraes, o projeto conta com Filipa Castanheira e Nadim Habib, ambos professores na Nova SBE, Bruno Magalhães, administrador hospitalar, António Lobo Ferreira, professor auxiliar da FMUNP, Rubina Correia, da Ordem dos Médicos e Diana Abegão Pinto, assessora jurídica.

A avaliação e classificação dos projetos e ideias inovadores na área da saúde, assim como da escolha dos vencedores, caberá ao júri, que irá eleger as três equipas vencedoras do BI Award for Innovation in Healthcare conhecidas no evento final, a decorrer a 28 de maio.

Quanto ao prémio, serão 47.500€, 25.000,00€ dos quais para a equipa que ficará em primeiro lugar, 15.000,00€, para a equipa que ocupará o segundo lugar e 7.500,00€, para o terceiro lugar.