Prevenção em casa: DGS partilha manual com recomendações

prevenção em casa da covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) partilhou recentemente um manual com ‘Medidas Gerais de Prevenção e Controlo da COVID-19’ onde, além das medidas que todos já conhecem (ou deviam), como a lavagem das mãos, etiqueta respiratória ou uso de máscara, apresenta medidas de higiene ambiental, com cuidados a ter na desinfeção doméstica para garantir a prevenção em casa.

De acordo com a DGS, a lixívia é um desinfetante doméstico eficaz a eliminar o SARS-CoV-2, especialmente importante em locais onde houver a presença de uma pessoa com COVID-19. No entanto, o seu uso deve ser feito com cuidado, uma vez que em concentrações elevadas pode ser nociva para o utilizador, além de poluir o meio ambiente.

Talvez não saiba que a lixívia deve ser “diluída em água fria, uma vez que a água quente a torna ineficaz e aumenta a sua volatilidade, ou seja, facilita que passe da sua forma líquida a gasosa, promovendo a libertação de gases tóxicos”.

Sempre que usar este produto, ou um semelhante, deverá ter em conta o recomendado na ficha de dados de segurança do produto, nomeadamente abrir as janelas para arejar e renovar o ar, evitando inalar a lixívia e o contacto com os olhos e a pele.

As zonas de contacto frequente, como maçanetas das portas, corrimões, interruptores de luz, comandos ou teclados, devem ser limpos e descontaminados com frequência, assim como as áreas de confeção de alimentos e instalações
sanitárias.

Nestes espaços, a DGS explica que a limpeza deve ser feita sempre no sentido de cima para baixo e das áreas mais limpas para as mais sujas, começando por fazer a lavagem com detergente de uso doméstico, seguido da lixívia diluída em água, deixando atuar 10 minutos, não sendo, no entanto, “estritamente necessário utilizar lixívia” se não houver ninguém infetado em casa.

Outras medidas de prevenção em casa

Nos espaços fechados, recomenda-se a abertura das portas ou janelas para manter o ambiente limpo, seco e bem ventilado.

No caso dos sistemas de ventilação de ar forçado, é preciso que o ar seja retirado diretamente do exterior, sendo os sistemas sujeitos, de forma periódica, a limpeza e desinfeção.

Estes e outros conselhos e recomendações estão disponíveis aqui.

Posts relacionados