Ação inédita a nível nacional com rastreios à DPOC

dpoc

O Dia Mundial sem Tabaco, que se assinala a 31 de maio, deu o mote para uma ação inédita de rastreios à Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), promovida pela Fundação Portuguesa do Pulmão. Uma ação que consiste na realização de espirometrias gratuitas para a população, nas 18 capitais de distrito de Portugal Continental e também nos Açores e na Madeira, com o objetivo de detetar, de forma precoce, a presença da doença.

Esta ação de rastreio espirométrico, exame que não é comum realizar-se nas consultas de rotina, tem como público-alvo fumadores e ex-fumadores com uma carga tabágica de 10 unidades maço/ano, o que corresponde a fumar um maço por dia durante 10 anos, que apresentem ou não sintomas de dificuldade respiratória, tosse, falta de ar (especialmente durante as atividades físicas), chiadeira no peito, aperto no peito e tosse crónica produtiva, mas sem diagnóstico de doença.

Em 2018, as doenças respiratórias foram responsáveis por 13.305 (11,7%) óbitos em Portugal, onde a DPOC representou 2,5% da mortalidade em Portugal (com um aumento de 7,9% face a 2017). É ainda de salientar que as doenças respiratórias mataram cerca de 36 pessoas por dia, em 2021, sendo que 90% das mesmas se devem ao consumo de tabaco, refere José Alves, presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão.

A espirometria é um exame não invasivo que permite avaliar o funcionamento dos pulmões e dos brônquios e a sua realização demora cerca de dez minutos. Os resultados das espirometrias realizadas serão enviados para a Clínica do Pulmão onde serão analisados por médicos pneumologistas.

No caso de diagnóstico de DPOC, os doentes poderão agendar uma consulta gratuita na Clínica do Pulmão, se assim o desejarem.

“Diagnosticar a DPOC de forma precoce permite que se inicie um tratamento adequado, evitando a progressão natural da doença”, refere José Alves. “A Fundação Portuguesa do Pulmão sente o dever de trabalhar a este nível para alterar a epidemiologia da DPOC, alterando a mortalidade e morbilidade inerentes.”

O que é a DPOC?

A DPOC é uma doença pulmonar comum, que se pode prevenir e tratar, que é caracterizada por persistência de sintomas respiratórios associados a obstrução do fluxo de ar aos pulmões.

Os sintomas incluem: dificuldade respiratória, tosse, produção de muco (expetoração) e sibilos. A principal causa de DPOC nos países desenvolvidos é o tabagismo. Pode ser também causada pela exposição a longo prazo a gases irritantes, produtos químicos poluentes ou a fumo passivo.

O diagnóstico é feito através de espirometria, um exame simples que mede o fluxo de ar nos pulmões.

Posts relacionados