Os sobreviventes de AVC podem agora contar com um projeto inovador e pioneiro em Portugal, que permite resultados a curto prazo. O CONSANAS Hospital da Prelada, no Porto, é um centro especializado em reabilitação intensiva de doentes vítimas de AVC, com benefícios para os doentes, os seus familiares e cuidadores, o Serviço Nacional de Saúde e para a sociedade em geral.

Em Portugal, a cada 23 minutos uma pessoa sofre um AVC e até 25% dos casos ocorrem antes dos 65 anos, estimando-se que, anualmente, haja 20.000 sobreviventes. Esta é, ainda, a primeira causa de incapacidade permanente em adultos, com cerca de 8.000 sobreviventes a necessitarem de reabilitação especializada e intensiva, mas dois terços a não terem acesso à mesma.

Resultado de uma parceria entre a Boehringer Ingelheim Healthcare Management e a Santa Casa da Misericórdia do Porto, o CONSANAS Hospital da Prelada disponibiliza um regime de reabilitação intensiva para vítimas de AVC, num programa entre 40 a 60 dias, com equipamento avançado e novas tecnologias.

Atualmente, este centro especializado conta com 15 camas de internamento e cinco vagas em hospital de dia, oferta que, numa segunda fase, será reforçada com até 70 camas de internamento e 20 vagas em hospital de dia.

Sandra Marques, General Manager da Boehringer Ingelheim, sublinha que no CONSANAS Hospital da Prelada, é possível combinar “o melhor conhecimento e tecnologia em saúde, com os melhores recursos humanos. É-nos possível assim obter uma resposta humanizada e otimizada, proporcionando cuidados de reabilitação que melhoram e realmente fazem a diferença na vida dos sobreviventes de AVC e das suas famílias”.

Para António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, “mais de cinco séculos de experiência na área da Saúde trazem valor acrescentado a este projeto, que dá resposta às reais necessidades de reabilitação dos sobreviventes de AVC, através de planos terapêuticos especializados e intensivos”.