Piercings na língua e nos lábios podem danificar dentes e gengivas

piercing

Os piercings orais devem ser removidos para salvar dentes e gengivas, alertam profissionais de odontologia no EuroPerio10, o maior congresso mundial em periodontologia e implantodontia da Federação Europeia de Periodontologia.

“O nosso estudo descobriu que muitas pessoas com piercings orais tinham bolsas profundas e lacunas à volta dos dentes, além de retração e sangramento nas gengivas”, refere o autor de um estudo sobre o tema, Clemens Walter, professor na Universidade de Medicina de Greifswald, na Alemanha.

“Todos estes são sinais de periodontite, também chamada de doença gengival, que pode levar à perda do dente”, acrescenta.

“Pessoas com piercings na língua e nos lábios devem removê-los para proteger os seus dentes e as gengivas de mais danos.”

Risco associado a piercings maior para as mulheres

Estima-se que aproximadamente 5% dos adultos jovens tenham piercings orais, sendo a língua o local mais comum, tendo as mulheres uma probabilidade cerca de quatro vezes maior de terem um do que os homens.

Esta revisão sistemática recolheu as melhores evidências disponíveis sobre este tema e a sua associação à saúde oral e incluiu oito estudos com 408 participantes que apresentavam um total de 236 piercings no lábio e 236 na língua.

Os estudos compararam dentes e gengivas juntos ao piercing com dentes e gengivas noutras partes da boca. Em relação aos situados na língua, três em cada cinco estudos encontraram bolsas mais profundas à volta dos dentes ao lado deste, enquanto três em quatro estudos observaram lacunas mais amplas.

Todos os quatro estudos que examinaram pessoas com retração gengival encontraram este problema naqueles com piercings na língua, enquanto dois em cada três estudos verificaram a existência de sangramento nas gengivas. Quanto aos labiais, a principal foi a retração gengival, observada em três dos quatro estudos.

“As descobertas sugerem que os piercings orais, sobretudo na língua, afetam negativamente os dentes e as gengivas adjacentes. Nas pessoas que os têm na língua, o dano foi particularmente notável à volta dos dois dentes inferiores da frente, chamados incisivos inferiores, que são importantes para morder e mastigar alimentos. A probabilidade de danos nos dentes e gengivas parecia aumentar com a duração do uso no lábio ou na língua”, refere o especialista.

E conclui: “os dentistas devem informar os seus doentes sobre o risco de complicações periodontais ao usar piercings orais, e as pessoas que os têm devem ser fortemente encorajadas a removê-los”.

Posts relacionados