A importância de proteger os olhos do sol de verão

olhos

Com o verão a aproximar-se e as temperaturas a subir, é importante proteger não só a sua pele, mas também os seus olhos dos raios solares.

A fotoceratite, também chamada de ceratite ultravioleta, é um problema ocular doloroso que pode ocorrer quando a superfície do olho, chamada córnea, é exposta a raios ultravioleta intensos de luz, explica Richard Hession, professor assistente de oftalmologia na UT Southwestern, nos EUA.

O dano ocorre na camada mais externa da córnea, fazendo com que esta  se desprenda e caia, não muito diferente da descamação da pele após uma queimadura solar. Como as terminações nervosas na superfície do olho são muito sensíveis, as pessoas podem sentir dor intensa.

Embora seja improvável que desenvolva este problema simplesmente por passar muito tempo ao sol, ela pode ser causada por reflexos na água e pelos raios UV nos solários. As pessoas que estão em maior risco são os trabalhadores como soldadores, por causa da luz intensa emitida pelas ferramentas que usam.

Usar proteção adequada para os olhos, se o seu trabalho exigir, ou óculos de sol quando estiver ao ar livre, reduzirá a probabilidade de desenvolver esta doença. Em geral, se planeia passar uma quantidade significativa de tempo ao ar livre, ao sol do verão, deve usar protetor solar nas áreas expostas (FPS 30 ou superior), um chapéu de abas largas e óculos de sol para proteger a pele e os olhos, confirma o especialista.

Crianças e adultos devem fazer exames aos olhos

O rastreio visual para crianças é realizado principalmente por pediatras, começando no nascimento e continuando durante toda a infância e adolescência. Se um pediatra encontrar um potencial problema, encaminhará os doentes para um oftalmologista para um exame oftalmológico abrangente. Os cuidados prosseguirão até a idade adulta jovem, conforme necessário.

A maioria dos adolescentes e adultos que precisam de óculos ou lentes de contacto irá fazer um exame oftalmológico completo quando for atualizar as suas prescrições. Mas mesmo adultos sem problemas de visão devem fazer um exame oftalmológico completo a partir dos 40 anos, tal como recomenda a Academia Americana de Oftalmologia.

De acordo com Hession, várias doenças podem surgir e progredir sem sintomas, como o glaucoma, um problema de saúde que causa danos progressivos ao nervo ótico, resultando em perda da visão periférica e, eventualmente, cegueira total. Sem tratamento, os doentes podem sofrer uma perda significativa de visão devido ao glaucoma antes de serem diagnosticados.

Posts relacionados